Agronews

Rússia deve continuar sendo maior exportador de trigo

A Rússia deve permanecer em primeiro lugar nas exportações de trigo em 2019/2020, embora a produção e os embarques diminuam ligeiramente em relação ao ano anterior, de acordo com um relatório da Rede Global de Informações Agrícolas do Departamento de Agricultura dos EUA. (USDA). O USDA está projetando um declínio nas exportações russas de trigo ano a ano, de 35,7 milhões de toneladas para 33,5 milhões. Estaria bem abaixo do total de exportação da Rússia para 2017/2018, de 41,4 milhões de toneladas. 

"Dadas as condições do mercado global e a previsão de safra russa, espera-se que a Federação Russa continue sendo o maior exportador mundial de trigo", afirmou o USDA. Se realizado, seria o terceiro ano consecutivo da Rússia como o maior exportador de trigo do mundo. A produção de trigo em 2019/2020 está prevista em 73,5 milhões de toneladas, acima dos 71,6 milhões do ano anterior. 

Segundo os dados preliminares de Rosstat, a produção de todos os grãos na Rússia será de 121 milhões de toneladas. Prevê-se que a produção de cevada aumente 20% ano a ano para 20,5 milhões de toneladas, enquanto a produção de milho está prevista em 13,9 milhões de toneladas, um aumento de 22% em relação a 2018/2019.

"Até agora, a produção nas três principais culturas de grãos mostrou crescimento devido à expansão da área colhida e à melhoria da qualidade das sementes", afirmou o USDA. “Fontes oficiais russas relatam a semeadura de outono das principais culturas de grãos em uma área recorde de 18,2 milhões de hectares ou 104% da área prevista”, completa o Departamento.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--