O Dia Sem Amanhã

Roberto C. P. Junior é espiritualista, mestre em ciências, membro da Academia de Letras e Artes de Portugal, integrante da Ordem do Graal na Terra e autor de seis obras, dentre as quais:
 O Dia Sem Amanhã, CapotiraO Filho do Homem na Terra. Responsável pelo blog e pela página "O Dia Sem Amanhã".

O Fenômeno Poltergeist

“Poltergeist” é uma palavra alemã que significa “espírito barulhento”. Registros de atividades paranormais, atribuídos a Poltergeist, como objetos que flutuam ou são arremessados, vêm de muito tempo, desde o início do século XIX. Elas sempre ocorrem, porém, quando uma determinada pessoa está presente no ambiente, geralmente jovem. 

Um dos casos mais famosos e mais bem estudados ocorreu durante os anos de 1967 e 1968, na Alemanha. O fenômeno estava diretamente relacionado a uma jovem de 18 anos, Annemarie Shaberl, forçada a abandonar dois empregos em razão dos estranhos eventos que ocorriam quando ela estava por perto. As luzes do recinto onde a moça entrava acendiam e apagavam sozinhas, telefones tocavam sem que ninguém estivesse chamando, gavetas abriam e fechavam, móveis de mexiam e outras coisas mais. Quando ela passava por um corredor, as luminárias balançavam atrás dela. 

Este tipo de fenômeno não é incomum, e há vários registros, inclusive em vídeo (http://bit.ly/1o3tVmm), de objetos que se movem sozinhos ou são arremessados. Não se trata, porém, de possessão ( http://on.fb.me/1Izrt2A), bruxaria, fantasmas, demônios, etc. Nem tampouco de “exteriorizações psíquicas”, e o que mais de nomenclatura estranha já se inventou para designar o fato. Por isso, de nada adiantam também exorcismos, esconjuros e coisas semelhantes. 

Trata-se, simplesmente, de uma determinada composição do sangue de uma pessoa, usualmente jovem, cuja irradiação dá ensejo a que almas presas à Terra consigam se manifestar durante algum tempo. Quando a composição do sangue se altera novamente – o que ocorre várias vezes ao longo da vida com todos nós (http://on.fb.me/1LFvoNT) – o fenômeno desaparece por completo, pois a alma barulhenta fica sem possibilidades de se manifestar outra vez de modo visível na matéria. 

O fenômeno é simples e a solução também é. Basta mudar conscientemente a composição sanguínea, o que pode ser conseguido, por exemplo, pela modificação da alimentação. 

Não existe nada oculto nem místico na obra perfeita do Criador onipotente.

(Conheça as obras publicadas pela Ordem do Graal na Terra. Acesse: http://bit.ly/ogt-catálogo.)

Roberto C. P. Junior
(http://bit.ly/rcpjunior)

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--