JUDICIÁRIO

49ª fase da Lava Jato mira vantagem indevida por empreiteiras de Belo Monte

Foto Claudinei LigieriFutura PressFolhapress

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (9) a 49ª fase da Operação Lava Jato. Denominada "Buona Fortuna", a etapa mira políticos e agentes sob suspeita de terem obtido vantagem indevida de consórcio de empreiteiras interessadas nos contratos de construção da usina de Belo Monte, no Pará.
A PF cumpre nove mandados judiciais expedidos pela 13ª Vara Federal de Curitiba/PR de busca e apreensão em Curitiba, no Paraná, e nas cidades de São Paulo, Guarujá e Jundiaí.
De acordo com os investigadores, o modus operandi identificado é semelhante ao das demais fases da Lava Jato.
Irregularidades nas obras de Belo Monte já foram apontadas anteriormente. Segundo reportagem da Folha em dezembro, a usina teria o mais significativo montante de superfaturamento em obra com a participação da Odebrecht, R$ 5 bilhões, em valores atualizados, conforme perícia.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--