Cotidiano

600 municípios buscam soluções tecnológicas em eventos da Rede Cidade Digital em 2019

Os municípios brasileiros têm buscado, cada vez mais, na tecnologia o incremento de receitas e maior eficiência de gestão. Em 2019, prefeitos e gestores públicos de pelos menos 600 municípios participaram de fóruns regionais e congressos de cidades digitais, promovidos pela Rede Cidade Digital (RCD), em conjunto com Prefeituras, Governos Estaduais e Associações de Municípios, para ter acesso a informações e soluções que possam auxiliá-los na implantação do conceito de smarticities.

 

São representantes de pequenas e médias localidades, o que reforça a tese de que a aplicação de inteligência na administração pública não é necessidade apenas dos grandes centros urbanos. “O uso de georreferenciamento, por exemplo, com auxílio de drones, já garante recursos para as cidades com uma cobrança mais justa do IPTU, além de gerar uma série de dados para a tomada de decisão. É apenas um exemplo de como as cidades podem crescer economicamente, mas a tecnologia abre inúmeras possibilidades para a economia e, principalmente, de oferecer um atendimento com mais qualidade ao cidadão”, frisa o diretor da RCD, José Marinho.

 

Nos oito Estados onde a RCD realizou encontros gratuitos para servidores públicos em 2019 (PR, SC, RS, SP, MG, MS, BA e RO), as necessidades das Prefeituras, na grande maioria, são as mesmas: maior controle de gestão, redução de custos e aumento de conectividade que melhore a comunicação tanto interna quanto com a população. “O que a RCD faz é possibilitar o acesso a tecnologias possíveis de serem implantadas e próximas da realidade desses pequenos municípios. Por esse motivo é que os encontros da RCD atraem tantos prefeitos e gestores, pois possibilita a troca de conhecimento e ainda permite o contato com o mercado fornecedor de tecnologias inovadoras”, completa Marinho.

 

Ao todo, foram 15 Fóruns Regionais e dois Congressos Estaduais de Cidades Digitais no Paraná e Santa Catarina. Cascavel e Criciúma sediaram os eventos, respectivamente. “A Rede Cidade Digital foi o nosso ponto de partida. Todos os projetos que conseguimos elencar desde 2014 foi da participação desses fóruns e congressos que deram um norte muito grande para que a cidade de Varginha desenvolvesse seus projetos. Ganhamos muita experiência e muito material para estudar”, destacou o diretor de Tecnologia da Informação da Prefeitura Municipal de Varginha (MG), Luciano Cambraia Ferroni, durante o II Fórum de Cidades Digitais do Sul de Minas, realizado em Santa Rita do Sapucaí, em outubro deste ano.

 

O ano de 2019 também marcou o início de atuação da Rede Cidade Digital no Norte do país, com a realização de um Fórum de Cidades Digitais em Rondônia, no mês de agosto, em Porto Velho, através de uma parceria com o Consórcio Público Intermunicipal de Rondônia (CIMCERO) e Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico de RO (CISAN). Prefeitos e gestores de 20 municípios do Estado abordaram soluções que impactem diretamente no atendimento à população.

 

“Quando a gente fala de inovação e smartcities sempre vemos a região sul e sudeste como exemplos nesse tema. E se olharmos no ranking das cidades (inteligentes) não veremos Rondônia aparecendo. E por que não iniciar aqui em Rondônia? É um Estado extremamente novo, em pleno desenvolvimento, e nada melhor que a gente iniciar esse crescimento de Rondônia já pensando em um planejamento estratégico com inovação e a tecnologia para que possamos buscar ainda mais eficiência”, frisou a prefeita de São Francisco do Guaporé e presidente do CIMCERO, Gislaine Clemente, a Lebrinha.

 

No ano passado, em Naviraí, os municípios do Mato Grosso do Sul começaram a tratar o tema. Em abril deste ano foi a vez da capital Campo Grande sediar o encontro. “Esse evento traz alguns elementos muito importantes como, por exemplo, na questão da transparência. A necessidade de inovar, a busca da tecnologia é constante na vida do ser humano”, disse o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, ao citar durante o Fórum de Cidades Digitais os projetos em andamento na capital como o Portal do Cidadão, que reúne serviços da Prefeitura em um único local, e a implantação de conexão nas unidades e distritos desprovidos do serviço de internet.

 

Cidades Digitais 2020 – O calendário de atividades da Rede Cidade Digital em 2020 começa em São Paulo, com a realização do III Fórum de Cidades Digitas do Centro-Oeste Paulista, no dia 23 de janeiro, em Marília. O 5º Congresso Catarinense de Cidades Digitais também já tem data definida: será em Brusque, dias 16 e 17 de abril de 2020. Além de estimular o ambiente de conectividade nas cidades brasileiras desde 2013 por meio dos eventos presenciais, a Rede Cidade Digital também mantém o principal portal especializado na divulgação dos projetos em andamento nos municípios. Outras informações estão disponíveis pelo http://redecidadedigital.com.br.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--