Comportamento

A distância não muda o sentimento no Dia das Mães

ilustrativa do Pixabay

Há mais de um século corremos atrás de presentes para homenageá-las, representando assim nosso afeto e lembrança do papel desta mulher em nossa criação.

Mas 2020 será marcado como o ano em que o dia das mães aconteceu a distância. Não dos filhos, mas do momento em que a sociedade se encontra.

As grandes celebrações foram interrompidas.

A alegria de ver um filho arrastando a mãe pelas ruas atrás de algum brinquedo já não ocorrem com frequência.

Ou de ver uma daquelas típicas cenas de “na volta a gente compra”.

A verdade é que em 2020 as mães não foram esquecidas, mas precisamos apenas lembrá-las em tom baixo.

Poucos toques físicos, muito afeto emocional: esta é a definição de homenagem para as mulheres de nossas vidas.

Sempre sintonizados.

Enquanto corremos atrás de nossos sonhos, elas correm juntas, e ainda carregam algum lanche, pois é para não ficar com fome no caminho.

Talvez a papel da mãe nunca tenha sido tão bem esclarecido, ou talvez ela tenha se apropriado de todos, para proteger, amar, criar, brincar e deixar voar, com a generosidade e a atenção que só uma mãe consegue dar.

Cada vez que você vir uma mãe com seu filho na rua, busque se lembrar da sua, pois tenha certeza que, ela mudaria o mundo por você.

Pois sua mãe é também o fruto de cada uma dessas mulheres fortes que fizeram história, que lutaram pelos seus direitos e que cumpriram com o seu dever. Que buscaram voz na sociedade e que ainda assim jamais te deixariam.

Por isso, neste domingo, demonstre todo o seu amor para a sua rainha!

Feliz dia das mães.

 

Kelly Rocha

RECEBA NOSSA NEWSLETTER EM SEU EMAIL

Deixe seu email aqui. Preservamos sua privacidade.