Agronews

Aliança Mundial pelos Solos se reúne em Roma

Carlos Dias

O solo é um recurso essencial e uma parte vital do meioambiente, onde é produzida a maior parte do alimento do mundo. Ao mesmo tempo em que o solo fornece espaço vital para os seres humanos, exerce funções ecossistêmicas determinantes ao fornecimento e armazenamento de água, ao equilíbrio do clima, à conservação da biodiversidade e à captura de carbono da atmosfera. Mas os solos estão sob pressão, devido ao aumento da população, às maiores demandas por alimentos e aos usos competitivos da terra.

A Aliança Mundial pelos Solos - The Global Soil Partnership (GSP) -, estabelecida em 2012, realiza, de 05 a 07 de junho, sua 7ª Assembleia Plenária, na sede da FAO (Roma, Itália) - Organização da ONU para Alimentação e Agricultura, com discussões sobre o Avanço nos Pilares da Parceria Global de Solos, sobre o Trabalho do Painel Técnico Intergovernamental de Solos e sobre o Desempenho Global da Aliança Mundial pelos Solos.

Diversos programas do Governo Federal estão voltados para a conservação e o uso sustentável do solo. A Embrapa Solos (Rio de Janeiro, RJ) coordena um deles: o Programa Nacional de Solos do Brasil (PronaSolos), uma ação do Governo Federal voltada para a conservação e o uso sustentável do solo. Além disso, o centro de pesquisa carioca também está presente em ações do Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC) e dos zoneamentos agroecológicos.

Na medida em que o tema da conservação e do uso sustentável do solo ganha destaque no Brasil, a participação brasileira na GSP também ganha maior fôlego. Entre as atividades que suscitaram interesse dos atores nacionais, destacam-se a formulação do Código para o Uso e Manejo de Fertilizantes, a participação no Simpósio Global sobre Erosão do Solo e a escolha de especialista brasileira para integrar o Painel Técnico Intergovernamental de Solos.

Também vale destacar a participação do pesquisador da Embrapa Solos, Daniel Vidal Pérez, na Rede Latino-Americana de Laboratórios de Solo (LATSOLAN), por meio da qual se busca harmonizar os protocolos de análise dos solos e melhorar a qualidade dos dados gerados, e a criação, em 2018, da Aliança Brasileira pelo Solo, que poderá servir de rede de coordenação dos atores nacionais envolvidos com o tema.

Colaboração no texto FAO

Carlos Dias (20.395 MTb RJ) 
Embrapa Solos 

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--