Ansiedade nos dias atuais

imagens da internet

        Vivemos em um mundo cheio de incertezas, numa sociedade urgente e rápida, ansiosa na busca de uma resposta, querendo soluções para os problemas, querendo resolver os conflitos e alívios, a ansiedade nos dias atuais está aumentando cada vez mais, devido a vivermos em um mundo cheio de incertezas.

        Estamos na era do entretenimento e, paradoxalmente, na era do tédio. Isso porque fomos ensinados sobre o mundo em que vivemos, assim, como fomos ensinados a conhecer cálculos matemáticos, física, química, linguística. Ou seja, as pessoas conhecem muitas coisas, menos a si mesmas e será que conhecemos o mundo de quem somos? 

        Além do que, somos seres altamente complexos, porém, não aprendemos a pensar antes de agir, e isso nos impede de dar respostas inteligentes em vários aspectos da nossa vida. No entanto os traumas do passado impedem de acessar o universo mental da inteligência.

        Então, o que causa a ansiedade nos dias atuais? Podemos citar inúmeros acontecimentos bons e ruins, mas nossa mente evoluiu para darmos atenção aos acontecimentos negativos que aconteceram na nossa vida desde a infância, desta forma, acontecimentos como: rejeição, perdas, contrariedades, medos. Assim, esses são pensamentos que surgem no quais não conseguiram controlá-los e nem rejeitá-los.

        Tudo isso ocorre porque temos um cérebro que opera no modo de sobrevivência. Como assim? Tudo que pode causar um dano a nossa sobrevivência ou tirar o nosso brilho da alegria e felicidade vem como um assombro em nossa mente para que isso não ocorra.

         É como se fossem pensamentos de autoproteção, só que, quando permitimos que esses pensamentos se manifestem a todo o momento na nossa mente, criam-se imagens mentais de como esses acontecimentos ocorreriam e que causas iriam trazer.

        Assim, nossa mente fica a todo tempo processando a mesma imagem, como uma bola de neve. Cada vez mais aumentando algo que não ocorreu, e que talvez não ocorra nos privando e deixando paralisados para tomar uma ação.

        Desta forma começam aparecer às consequências da ansiedade em nossa vida. Pois, uma mente hiper-pensante gera vários sintomas físicos e mentais. Por exemplo, dores de cabeça, dores musculares, cansaço excessivo, acordar cansado, irritabilidade. Além de nó na garganta, insônia, dores no estômago, intolerância à contrariedade, sofrimento por antecipação muitos possuem um déficit de concentração e atenção.

        Posso dizer que aprendemos desde pequenos a fazer higiene corporal, fomos ensinados que, caso não cuidássemos de nosso corpo e não fossemos limpos, ocasionaria uma série de doenças. Assim também com a higiene ambiental, tudo ao nosso redor teria que ser limpo. 

        Mas, e a higiene mental? Quantas vezes você já tirou toda sujeira dos seus pensamentos pessimistas, negativos e críticas contra si mesmo e daqueles que os rodeiam, e o ambiente em que vive?

        Portanto, devemos aprender a fazer a higiene mental para limpar da nossa mente todo registro memorial negativo, angustiante. Com isso, discordando, confrontando e impugnando, fazendo-nos libertos dessas masmorras psíquicas que criamos dentro da nossa mente. 

        Sabemos o que fazer para melhorar os sintomas da ansiedade nos dias atuais? Quando alguém nos agride por palavras ou ações, nos julga ou critica, nosso “eu” grita no mundo de fora em procura de defesa. 

        Porém, se cala no mundo de dentro, no mundo psíquico. Ou seja, faz o contrário do que deveria se tornando juiz de si mesmo, um algoz da sua real capacidade.

        Precisamos estruturar examinar nossos fantasmas mentais, reeditando nossas memórias negativas e traumáticas de tudo que nos assombra. Assim, precisamos aprender a nos auto defender de nós mesmos, pois, somos muito bons em se defender de toda crítica e julgamento injusto que outras pessoas fazem de nós mesmo.

        Além disso, não nos calamos a uma crítica de um pai ou mãe, mas permitimos nos auto punir, julgar e criticar, aceitando tudo como verdade. Sem duvidar, criticar ou decidir tomar uma posição de mudança, nos tornando vítimas de nós mesmos. Assim, conformando-nos com todas as críticas que fazemos a nós mesmos, de incapacidade, de culpa, de não merecimento e de auto rejeição.

 

Autopunição:

 

        Quando você possui um bem, e precisa de uma proteção a algo que gostaria de resguardar muito, procura um seguro para garantir que esse bem dure e, assim, se sentir mais confortável não é mesmo?

        Por exemplo, seguro de carro, de moto, de casa, de vida para resguardar a família, garantindo segurança futura. Mas, quantas pessoas você conhece que possui um seguro emocional? Ninguém possui um seguro emocional, não é mesmo? Sabe por quê? Porque a mais importante propriedade tem um valor irrelevante.

      Jamais a mente pode ser aprisionada pelo meio externo, mas criamos prisões dentro de nós mesmo. Por isso, nos mantemos aprisionados a padrões de pensamentos paralisantes. Demoram-se anos para construir presídios de segurança máxima no mundo de fora. Porém, em questão de segundos, somos capazes de criarmos presídios de segurança máxima em nossa mente.

        Por fim, deixamos de ser livres porque somos reféns do nosso passado. Assim que qualquer acontecimento parecido com o que tivemos no passado vem à tona, deixamos de ter uma liberdade limitada a essa história existencial. 

        Por isso, pequenas falhas de pessoas que amamos ou de outras pessoas de nossa convivência nos ferem, mas esquecemos de que por trás de uma pessoa que nos fere há sempre alguém ferido.

 

Gostou do artigo? Está precisando saber mais sobre como lidar com a ansiedade? Entra em contato.

Eliane Bruger Racoski

(45)99966-3648

RECEBA NOSSA NEWSLETTER EM SEU EMAIL

Deixe seu email aqui. Preservamos sua privacidade.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



MAIS NOTÍCIAS