Utilidade Pública

Associação protetora dos animais de Cafelândia recebe denúncia de maus-tratos contra cachorros

Pixabay

A AMA (Amigos dos Melhores Amigos), associação protetora dos animais de Cafelândia, recebeu várias denúncias da população sobre um fato que está acontecendo há tempos na cidade.

Segundo o denunciante, uma pessoa que mora próximo à Câmara Municipal do Vereadores está pegando os cães, que recebem cuidados da vizinhança e da associação, e abandonando esses animais no lixão da cidade, para morrerem de fome.

Segundo a AMA, estes animais que já foram castrados e, por não ter um abrigo, os animais ficam na rua na esperança de alguém adotar.

“Nós damos o nosso sangue para conseguir recursos para resgatar, castrar, e fazer o que podemos para diminuir o abandono, e um verme covarde desse está fazendo toda esta crueldade com estes animais inocentes, que só dão amor para as pessoas”, afirma indignada a tesoureira da associação, Fabiana Cunha Meurer.

Segundo ela, outra denúncia realizada foi a de que o mesmo homem tenta alimentar os animais abandonados com chumbinho, para matar os cachorros.

“Estamos de olho, e se conseguirmos provar vamos tomar as providências cabíveis para o tal ato, vale lembrar a você que está fazendo isso que a Lei do retorno é infalível”, desabafa Fabiana.

Maus-tratos

Quando o assunto é denúncia de maus-tratos ou crueldade contra animais, o Brasil possui legislação pertinente e autoridades competentes que são responsáveis pela manutenção da lei e punição de crimes.

Caso você presencie maus-tratos a animais de quaisquer espécies, sejam domésticos, domesticados, silvestres ou exóticos como abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manutenção em lugar anti-higiênico, mutilação, presos em espaços incompatíveis ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação, utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse, agressão física, exposição a esforço excessivo e animais debilitados (tração), rinhas, e outros casos, compareça à delegacia de polícia mais próxima para lavrar o Boletim de Ocorrência (BO), ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente.

A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 (Lei de Crimes Ambientais) e pela Constituição Federal Brasileira, de 05 de outubro de 1988.

É possível denunciar também ao órgão público competente de seu município, para o setor que responde aos trabalhos de vigilância sanitária, zoonoses ou meio ambiente.

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
RECEBA NOSSA NEWSLETTER EM SEU EMAIL

Deixe seu email aqui. Preservamos sua privacidade.