Mundo

Ataque a tiros em bonde deixa ao menos três mortos em Utrecht, na Holanda

Reuters

Um atirador abriu fogo contra passageiros em um bonde na cidade de Utrecht na manhã desta segunda-feira (18). O ataque deixou três mortos.
Inicialmente, o ​prefeito da cidade, Jan van Zanen, divulgou um vídeo em uma rede social dizendo haver também nove feridos. Minutos depois, a polícia de Utrecht atualizou o número para cinco.
O turco Gökmen Tanis, 37, suspeito de ser o autor do ataque, foi preso horas depois, após ser alvo de uma grande operação policial de busca. A emissora local RTV disse que o suspeito tem uma longa ficha de participações em pequenos crimes, incluindo um tiroteio em 2013.
Segundo a agência nacional de contra-terrorismo da Holanda, houve tiroteios esta manhã em vários lugares em Utrecht. Pieter-Jaap Aalbersberg, diretor da agência, classificou o ato como "potencialmente terrorista".
O governo de Utrecht elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo (5), até pelo menos as 22h desta segunda. O resto do país está com nível 4. A segurança foi reforçada em escolas, mesquitas, estações e aeroportos.
"Nosso país entrou em choque hoje por um ataque em Utrecht. Uma motivação terrorista não pode ser excluída", disse o primeiro-ministro, Mark Rutte, em um comunicado.
O ataque no bonde ocorreu por volta das 10h45 (6h45 em Brasília) na praça 24 de Outubro. "Vários tiros foram disparados em um bonde e várias pessoas foram feridas", disse Joost Lanshage, porta-voz da polícia.
A agência de notícias estatal turca Anadolu noticiou que os tiros foram direcionados a um familiar do atirador, "em função de questões familiares", e que então ele teria disparado nos passageiros que tentaram ajudar a vítima. Contudo, autoridades holandesas não descartam a possibilidade de terrorismo.
O primeiro-ministro disse ainda estar "profundamente preocupado" e realizou reuniões de crise para tratar do incidente. Houve reforço na segurança da sede do governo, em Haia.
Utrecht é a quarta maior cidade da Holanda e possui cerca de 335 mil habitantes. Boa parte deles são estudantes.
A praça 24 de Outubro, local do ataque, é nomeada em homenagem às Nações Unidas, fundada neste dia em 1945, em São Francisco, nos Estados Unidos.
Localizada ao sul de Utrecht, no bairro de Kanaleneiland, a praça é uma área movimentada, com entroncamento de diversas ruas e um ponto de bonde. Até 2005, funcionava na região um hospital, chamado Oudenrij, que foi transferido para outra área da cidade.
Haverá eleições locais na Holanda nesta quarta-feira (20), e os principais partidos políticos decidiram suspender a campanha por causa do ataque.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--