JUDICIÁRIO

Cavendish é condenado a 4 anos de prisão por Bretas

Foto: Sergio Lima/Folhapress PODER

O empresário Fernando Cavendish. durante depoimento na CPI do Cahoeira

O empresário Fernando Cavendish, dono da empreiteira Delta Construções, foi condenado nesta quarta-feira (13) a quatro anos e dois meses de prisão.
O juiz Marcelo Bretas o considerou culpado na ação penal derivada da Operação Saqueador. Nela, o empresário foi acusado de ter gerado R$ 370 milhões para o caixa dois da Delta por meio de lavagem de dinheiro com as empresas de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, e de Adir Assad.
Cavendish é réu confesso no processo. Ele reconheceu os crimes e declarou que parte dos recursos foi usado para pagar propina ao ex-governador Sérgio Cabral (MDB). O político não é réu neste processo.
O empresário também disponibilizou para a Justiça Federal créditos de R$ 375 milhões que a Delta considera ter com governos estaduais e municipais. O dinheiro disponibilizado reduziu em três anos e nove meses sua pena.
O magistrado definiu como regime inicial o semiaberto. Bretas também condenou outros sete diretores da Delta, além do próprio Carlinhos Cachoeira (9 anos e seis meses).
OUTRO LADO
A defesa de Cavendish afirmou, em nota, que "a sentença proferida vem ao encontro dos atos processuais".
"O réu durante todo o processo colaborou com as investigações permitindo assim a total elucidação dos fatos e demonstrou efetivo arrependimento ao promover a devolução de expressiva quantia em ativos", afirma a nota da defesa do empresário.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--