Mundo

Com onda de frio, Flórida tem chuva de iguanas congeladas

Um boneco de neve na frente de uma casa em Savannah, Geórgia, sudeste dos Estados Unidos, onde, como na Flórida, nevou inesperadamente em 4 de janeiro de 2018

Miami (AFP) - Os moradores da Flórida estão habituados a acontecimentos incomuns, mas ninguém os preparou para a anormal onda de frio, que está fazendo com que iguanas caiam, congeladas, das árvores.

A "bomba meteorológica", que atinge com frio ártico o leste dos Estados Unidos, levou neve ao norte da Flórida pela primeira vez em três décadas e causa, desde quarta-feira, temperaturas tão baixas, que variam de 0ºC a 4ºC, inclusive em algumas áreas do sul deste estado.

Muitas pessoas não têm calefação, nem roupa de inverno para suportar essas temperaturas em uma latitude normalmente quente. Mas também há outros animais passando dificuldades, particularmente os peixes-bois, as tartarugas e as iguanas.

Na quinta-feira, o colunista do Palm Beach Post, Frank Cerabino, publicou uma foto de uma iguana verde, congelada, com as patas para cima, na beira de sua piscina.

"Esta é a cena na piscina do meu jardim nesta manhã de 4ºC no sul da Flórida: uma iguana congelada", escreveu.

Outros usuários do Twitter também publicaram fotos de iguanas congeladas e caídas das árvores.

"Ei, vocês do norte, com a neve que cai... aguentem", escreveu a usuária @Middlesomething. "Aqui no sul da Flórida (...) temos iguanas congeladas caindo das árvores. Tratem de tirar isso!".

Mas este é um comportamento normal nas iguanas, que são uma espécie invasiva na Flórida.

"A cerca de 4ºC, as iguanas verdes podem ficar imóveis pela falta de fluxo sanguíneo. As iguanas grandes se tornam muito lentas e, inclusive, caem das árvores com 10ºC", explicou à AFP Sarah Lessard, porta-voz da Comissão para a Conservação da Pesca e Vida Silvestre na Flórida (FWC).

"À medida que se aquecerem, começarão a se mover novamente", disse Lessard nesta sexta. "Mas estimulamos que a população não 'resgate' as iguanas congeladas levando-as para suas casas. São animais selvagens e podem tentar se defender".

O FWC não tem uma estimativa da população de iguanas na Flórida.

 Calor do lar -

Uma iguana ao sol em um jardim de uma casa de Ilamorada, na Flórida, em 13 de fevereiro de 2016

Dezenas de peixes-bois também estão buscando calor nas águas quentes próximas a uma fábrica da autoridade de eletricidade (FPL) de West Palm Beach, segundo fotos publicadas no Twitter pela repórter da CBS Matzine Bentzel.

A FWC advertiu o público sobre a possibilidade de encontrar tartarugas imóveis, mas que não as deem como mortas. Como as iguanas, eventualmente recuperarão o calor do corpo.

Mas o resto do país não leva a sério as preocupações dos friorentos moradores da Flórida.

A Polícia de Miami publicou na quinta-feira no Twitter um cartaz de "Procura-se", dizendo: "quem tiver alguma informação sobre o desaparecimento de nosso clima quente, por favor contate o Departamento de Polícia de Miami".

A Polícia de Los Angeles, uma cidade também famosa pelo clima bom e que, no extremo oeste do país, está distante do frio glacial que atinge a costa leste, entrou na brincadeira e respondeu: "está sob nossa custódia. Querem que o extraditemos?". E adicionou a inscrição "encontrado" ao cartaz.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--