Esportes

Cruzeiro cobra arbitragem 'limpa' na final e revela que enviou ofício à FMF

Divulgação/Cruzeiro

O Cruzeiro se pronunciou sobre a arbitragem para o jogo com o Atlético-MG, pela volta da final do Campeonato Mineiro. O diretor de futebol, Marcelo Djian, foi o responsável por se manifestar. Em entrevista na Toca da Raposa II, ele pediu mudança de comportamento do arquirrival e revelou que foi à Federação Mineira de Futebol (FMF) para exigir uma arbitragem "limpa".
"Sabemos que podem existir erros, espero que minimizem esse número de erros, que ele possa fazer uma boa partida. Que o vencedor não seja de um lance irregular", declarou.
"Realmente está se fazendo de tudo para que o árbitro entre pressionado, principalmente da parte do adversário. Isso começou já no pós-jogo, no Mineirão mesmo. Mas esperamos que seja um árbitro experiente", acrescentou.
Djian cobrou ainda uma arbitragem limpa na partida de volta da final do Estadual, marcada para o próximo sábado (20), às 16h30 (de Brasília), no Independência.
"Não adianta só estar criticando, mas a gente espera que seja arbitragem limpa, que os jogadores saibam que hoje existe o recurso do VAR, que antigamente o que se fazia hoje não pode ser mais feita", comentou.
As jogadas do primeiro jogo, vencido por 2 a 1 pelo Cruzeiro no Mineirão, renderam um ofício da cúpula celeste à FMF (Federação Mineira de Futebol).
"Foi enviado sim um ofício. Fizemos um relato dos lances que nós achamos que não houve acerto da arbitragem, acho que é normal. Todo clube faz isso, ainda mais se tratando de final de Campeonato Mineiro", declarou.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--