Esportes

Cruzeiro empata com o Atlético-MG no Horto e é campeão mineiro invicto

Fox Sports

O Cruzeiro é o campeão mineiro de 2019. A equipe empatou em 1 a 1 com o arquirrival Atlético-MG na tarde deste sábado (20) e assegurou o troféu pelo segundo ano consecutivo. Elias abriu o placar, e Fred, em cobrança de pênalti, igualou o marcador no estádio Independência.
O Cruzeiro foi campeão mineiro de forma invicta neste sábado. A equipe venceu 11 dos 16 jogos que disputou no torneio e empatou outros cinco, o que incluiu o jogo ocorrido no Independência.
Vice-líder na primeira fase, a Raposa venceu o jogo de ida por 2 a 1 no Mineirão e precisava somente de um empate para garantir o título por conta da vantagem obtida na última semana.
O Cruzeiro venceu o título mineiro no ano passado, sobre o arquirrival. Na ocasião, depois de perder por 3 a 1 no Independência, os comandados de Mano Menezes venceram por 2 a 0 no Mineirão o jogo de volta.
GOLS
Elias disputou a terceira final pelo Atlético-MG. O meio-campista voltou a balançar a rede pela equipe em um jogo de decisão. Ele aproveitou rebote de Fábio em chute de Ricardo Oliveira e marcou de cabeça. Antes disso, ele havia feito na decisão do Estadual de 2017. Na ocasião, o Galo foi campeão regional sobre o arquirrival Cruzeiro.
Fred fez o primeiro gol sobre o Atlético-MG desde que deixou o clube para defender o Cruzeiro, em dezembro de 2017. O centroavante cobrou pênalti no canto esquyerdo de Victor e mandou para o fundo da rede. Ele até havia feito no jogo de ida, mas a arbitragem anulou o gol do camisa 9, alegando que o atleta havia utilizado o braço para marcar.
No final da partida e com o empate, em 1 a 1, o Cruzeiro se consagrou campeão do Campeonato Mineiro de 2019.
ÁRBITRO DE VÍDEO
Na partida, o árbitro de vídeo quebrou o protocolo ao dar cartão amarelo para Geuvânio no terceiro minuto da partida em um lance que não foi revisado pelo árbitro Leandro Bizzio Marinho. Ele aplicou amarelo para o atacante em entrada sobre Dodô.
Mano Menezes criticou o tempo gasto pelo VAR para analisar as jogadas ocorridas na partida. O treinador se irritou bastante com a arbitragem e fez duras reclamações com os assistentes de Leandro Bizzio Marinho. Ele até foi em direção ao árbitro no fim do primeiro tempo para reclamar.

ATLÉTICO-MG
Victor; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; Zé Welison (Alerrandro), Elias, Luan (Vinícius), Geuvânio (Maicon Bolt) e Yimmi Chará; Ricardo Oliveira.
T.: Rodrigo Santana (interino).

CRUZEIRO
Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Dodô; Lucas Romero (Thiago Neves), Henrique, Rodriguinho (Lucas Silva) e Robinho; Marquinhos Gabriel (Pedro Rocha) e Fred.
T.: Mano Menezes.

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Elio Nepomuceno de Andrade Junior
Cartão amarelo: Geuvânio, Luan, Ricardo Oliveira, Victor (Atlético-MG); Edilson, Thiago Neves, Fred, Fábio (Cruzeiro)
Gols: Elias (ATL), aos 29 minutos do primeiro tempo, e Fred (CRU), aos 34 minutos do segundo tempo.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--