Cultura & Entretenimento

Cinemateca de Curitiba apresenta documentário sobre conservação de espécies marinhas ameaçadas

Sentinelas do Mar

A Cinemateca de Curitiba recebe no próximo domingo, 22 às 19h, a estreia do documentário SENTINELAS DO MAR. O filme retrata as ameaças que interferem no litoral sul do Brasil, nas regiões de São Paulo e Paraná, através de quatro espécies que estão na lista de extinção: O mero, a tartaruga-verde, a raia-manta e o tubarão-martelo.

Além de mostrar as mais belas paisagens que existem no litoral, o filme retrata os problemas que a poluição e grandes obras costeiras podem ter para a vida nos oceanos através de depoimentos de técnicos do programa REBIMAR (Programa de Recuperação da Biodiversidade Marinha), projeto realizado pela Associação MarBrasil, com patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. O espectador irá entender o que afeta essas espécies marinhas, além de compreender as ações de conservação feitas pelo projeto, onde a comunidade local e os pescadores artesanais foram envolvidos.

A exibição na Cinemateca será precedida por uma palestra feita pelo coordenador do Programa REBIMAR, Robin Hilbert Loose, onde será apresentado o projeto antes da exibição do filme e logo após será aberto um bate-papo para os presentes.

O documentário foi dirigido por Gabriel Marchi, cineasta e jornalista, e apresentado pelo ator Cadu Scheffer, do famoso grupo teatral curitibano, Tesão Piá. Ambos foram para diversos lugares de atuação do Programa REBIMAR, como a Ilha do Mel, Parque Nacional Marinho das Ilhas do Currais, Ilha das Cobras, Ilha das Peças, entre outros.

O filme, que tem duração aproximada de 35 minutos, leva o espectador para conhecer as belezas que existem no nosso litoral e nos faz refletir sobre os problemas causados ao meio ambiente e até onde eles acabam nos afetando. "Os golfinhos comem os mesmos peixes que nós, se eles estão doentes, então nós também estaremos", alerta Camila Domit, bióloga e coordenadora do Laboratório de Ecologia e Conservação do Centro de Estudos do Mar da UFPR, em um trecho retirado de sua entrevista para o documentário.

Lançamento simultâneo online

Com apenas 104 lugares na Cinemateca de Curitiba, o Documentário SENTINELAS DO MAR também será lançado de forma simultânea nas redes sociais. Desta forma, um público muito mais amplo poderá ter acesso ao conteúdo da produção, e compartilhar de forma interativa o filme de Gabriel Marchi, e do Programa REBIMAR.

REBIMAR

O Programa de Recuperação da Biodiversidade Marinha (REBIMAR), é um conjunto de ações socioambientais que têm como base a utilização de Recifes Artificiais para auxiliar a recuperação da biodiversidade marinha e dos estoques pesqueiros em locais que sofreram impactos antrópicos. Desde que instalados em locais adequados, essa iniciativa é benéfica tanto para pescadores artesanais, que têm potencial incremento e diversificação de pescados, quanto para os ecossistemas marinhos, devido ao aumento da biodiversidade nos locais onde os recifes são instalados.

O REBIMAR foi iniciado em 2008, a partir da emissão da primeira licença do IBAMA para a instalação de Recifes Artificiais no litoral paranaense. Hoje, 11 anos depois de seu início, o REBIMAR ainda é o único projeto a obter este documento, obrigatório para projetos de instalação de recifes artificiais em todo o Brasil. A instalação foi pautada em robusta avaliação técnica de forma a obter ganhos ao meio ambiente e evitar impactos em locais conservados.

 Desde 2010 com patrocínio da Petrobras por meio do programa Petrobras Socioambiental, o projeto atualmente ampliou as ações de conservação e recuperação de espécies ameaçadas da biodiversidade marinha e seus habitats na região costeira e marinha do Paraná e de São Paulo, além de monitorar os ganhos ambientais dos recifes artificiais instalados no litoral paranaense.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--