Saúde

Dengue: Município de Assis reforça solicitação do fumacê à Regional de Saúde

Município de Assis Chateaubriand Paraná

Durante a falta do inseticida, agentes de endemias intensificam vistorias nas residências.

A grande epidemia de dengue que atinge todas as regiões do Paraná, neste ano de 2020, não deixou Assis Chateaubriand fora desse mapa. Até o momento, há 845 casos confirmados laboratorialmente, no entanto, a Secretaria Municipal de Saúde contabiliza um número maior em seu relatório interno de atendimento a pacientes que procuraram as unidades com sintomas claros de dengue, como dores no corpo e de cabeça, febre, manchas avermelhadas, náuseas e vômitos, entre outros.

Preocupado com a situação, o Município cobra da 20ª Regional de Saúde a chegada do chamado “fumacê”. Para isso, na tarde de terça-feira (17), o secretário de Saúde, Renato Augusto Marcon, esteve em Toledo reforçando o pedido para que o trabalho seja iniciado em Assis.

Na oportunidade, ele foi informado que os veículos estão liberados para fazer o serviço na cidade, porém, a Regional afirma não possuir o inseticida utilizado para combater o mosquito Aedes, neste momento, e que aguarda a chegada do produto.

“Há mais de 20 dias encaminhamos o ofício solicitando o fumacê, mas, infelizmente, fomos informados que continua em falta o veneno e, por essa razão, ainda não temos as camionetas circulando pelas ruas de Assis”, diz o secretário de Saúde.

Enquanto isso, a Prefeitura segue de forma intensa promovendo ações de combate em duas frentes de trabalho. Enquanto o setor de Serviços Urbanos percorre os bairros realizando mutirões de limpeza, dentro do cronograma programado para cada semana, os agentes de endemias continuam diariamente visitando as residências, orientando a população a eliminar recipientes que acumulam água ...

Moinho Consolata produtos

... e fiscalizando os imóveis a procura de focos do mosquito.

Quando encontradas larvas, os moradores estão sendo notificados e multados, nos casos reincidentes. Nos últimos meses, dezenas de pessoas já receberam o auto de infração e precisarão acertar as contas com Município, com valores já inclusos nos carnês do IPTU e que, se não pagos, entram em dívida ativa.

Para ampliar o atendimento a pacientes, a Secretaria de Saúde criou o Ambulatório de Dengue, que possui três leitos e cadeiras para hidratação das pessoas com suspeitas da doença. A estrutura está instalada no setor onde funcionava a antiga Farmácia Municipal e conta com quatro profissionais para o trabalho, sendo médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e recepcionista. Em pouco mais de 20 dias, foram realizados mais de 3 mil atendimentos.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--