Agronews

Dia de Campo na TV - Melhoramento genético favorece pecuária de cria no Pantanal

Urbano Abreu

No Pantanal, região tradicional da pecuária de cria brasileira, o desafio é melhorar os índices reprodutivos do rebanho. De acordo com o pesquisador Urbano Gomes, da Embrapa Pantanal (MS), é possível mesclar a produção tradicional ao apelo ambiental e ao avanço de biotécnicas reprodutivas para se produzir bezerros de alta qualidade por meio da utilização de tecnologias de melhoramento genético animal. 

A fim de apoiar esse trabalho e torná-lo mais eficiente e sustentável, a Embrapa Pantanal e a Embrapa Gado de Corte (MS) aplicaram no bioma o Programa Geneplus - um serviço especializado de melhoramento genético animal à disposição do criador. Para ter acesso a esse serviço, o criador deve procurar a equipe técnica do Programa para estabelecer em conjunto um Plano de Trabalho a ser conduzido na fazenda.

Considerando condições como equipe, infraestrutura e material genético disponível de matrizes e reprodutores serão definidos os objetivos do Programa, as características a serem monitoradas, a rotina de coleta de dados envolvendo fases de acasalamento, nascimento, cria e recria dos animais, bem como as estratégias de melhoramento genético aplicadas.

“Os bezerros são direcionados para recria e engorda no Cerrado e/ou nas ‘bordas’ de transição entre os dois biomas. Sabe-se que esta é uma prática comum e que a produção de bezerros de maior qualidade genética poderia estar alinhada a sistemas de recria e engorda voltados à produção de novilhos para mercados de maior exigência”, afirma Urbano.

A avaliação genética por meio do Programa Geneplus visa iniciar a implantação de um programa de seleção das linhagens da raça Nelore mais adequadas à região, diz o pesquisador, e mais adaptadas às condições ambientais de regiões marginais – especialmente aos locais que trabalham a pecuária de cria em meio a peculiaridades típicas, como no caso do Pantanal.

“Nesse contexto, é fundamental a identificação dos biótipos de touros Nelores quanto a aspectos de adaptabilidade à região e de produtividade de seus produtos, na recria e engorda.” A identificação e seleção das linhagens mais adaptadas ao Pantanal contribuirão decisivamente para a sustentabilidade econômica e ambiental dos sistemas pecuários regionais. 

Urbano ressalta, no entanto, a fragilidade desse ambiente, único em suas particularidades e dinâmicas de seca e cheia. Ele também destaca a pressão nacional e internacional para promover a manutenção do bioma. “Por se tratar de uma região considerada de grande interesse para conservação ambiental, os sistemas de produção e, consequentemente, os biótipos de bovinos que irão ser criados em tais sistemas devem estar em sintonia com o ambiente.” 

Para o pesquisador, a necessidade de conservação do bioma não exclui que pequenos ajustes no ambiente sejam realizados - como correções de deficiência nutricional dos animais ou controle sanitário dos rebanhos. Entretanto, se as intervenções forem frequentes ou acentuadas, visando fazer com que os bovinos apresentem um desempenho biológico muito elevado, o custo econômico e ambiental poderá inviabilizar o sistema de produção.

Saiba mais sobre o programa Geneplus.

Confira o vídeo: PGM DCTV YT Melhoramento genético do gado Nelore no Pantanal

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--