Educação

Colégio Estadual Alberto Santos Dumont completa 50 anos

           O ouro é um dos metais mais valiosos e belos que existem, utilizado ao longo da história como um sinônimo de riqueza e fartura.

           Em comparação ao casamento, 50 anos de matrimônio, este material simboliza a nobreza desta união, que se manteve forte e inabalável durante todos estes anos.

           Em um relacionamento de casais, quando completam as bodas de ouro, os mesmos voltam à igreja para renovar seus votos e as promessas feitas no dia do casamento. Também é normal a organização de uma festa, reunindo os familiares e amigos próximos.

           Assim serão os eventos em comemoração ao aniversário de 50 anos do colégio.

           No último dia 27 de abril houve uma celebração na igreja Assembleia de Deus, lembrando o cinquentenário da escola.

           No dia 29 de abril foi realizada a cerimônia para homenagiar os diretores  que administraram o estabelecimento ao longo desses anos, sendo que o primeiro diretor, do Colégio Estadual Alberto Santos Dumont, foi Bertolino Tenfen, no período de 1968 à 1971. Ele foi representado pela sua esposa Maria Raimunda ( Lica), em seguida, Leonilda Vieira Kock (1972-1978 e 1987-1989) Lurdes Grigio Vissovati (1979-1984); Terezinha Tenfen (1985); Severio Donizete do Nascimento (1986); Clecir Alba Virtuoso (1990-1993); Jose Souza Leite (1994-1997); Ermenegilda Aparecida Souza Leite (1997-2001); Marli de Fatima Tavares Biezus (2002-2003); Solange Ferreira Silva Koelher (2004-2008); Nely Aparecida Rizzoli Moratelli (2009-2011) e Ronnie Malagutti (2016-2019).

           No dia 11 de maio foi realizada uma missa na Igreja Catolica Nossa Senhora Consolata em agradecimento e comemoração aos 50 anos, de sucesso escolar.

           É  um ...

Laboratório Genesis de Cafelândia Paraná

... orgulho para nós educadores deste estabeleciemnto de ensino poder participar e promover junto a APMF do Colégio estas ações comemorativas,  visto que hoje muitos profissionais de sucesso, que atuam neste e em outros municípios são pessoas que passaram por esta instituição de ensino. 

A comissão organizadora planeja, ainda várias  ações  s durante os próximos meses

em prol  dos 50 anos.

 

Sobre o dia 29 de abril de 2019

A senhora Maria Raimunda, esposa do Professor Bertolino Tenfen (falecido) fez um relato de como foi dificil, na época, todo o processo para dar continuidade dos estudos no então distrito de Cafelândia. Ela relatou que Bertolino Tenfen nasceu em 20/02/1928, pertencia a ordem franciscana e rezou sua primeira missa em  três de julho de 1955  em Cafelândia, onde morava seus pais. Ele era um cidadão que falava vários ediomas como latin e  Francês. Morou  por um  tempo em Petropolis -RJ, foi missionário no Chile e decidiu pela exclaustração (abandono do claustro por permisssão) em 1967, ano no qual junto com outros moradores, como Valter Buss e João Lili Cirico ( Cartorario) Padre Valdemar da congregração Consolata, Christiano Maltezzo (subprefeito), Angelo Grigio, Germano Bernardo Alba, Marcolino Primo Gambeta e Romano Czerniej; começaram a buscar a continuidade do ensino em Cafelândia  e em dezembro de 1968, por intermedio da prefeitura de Cascavel construiu então uma nova escola de madeira nomeada como  Ginásio de Cafelândia. As aulas tiveram início no ano de 1969, numa construçãode quatro salas, sala dos professores, direção e secretaria, uma pequena biblioteca e outra sala  minuscula, no final do corredor externo, onde funcionava o Grêmio Estudantil. O Colegio acolhia alunos nos três periodos, sendo sete turmas de 1ª série ginasial e  uma única turma de 2ª série ginasial, formada por alunos que estudavam fora do distrituto de Cafelãndia. O Total era de 230 alunos. O Primeiro diretor foi o então professor Beertolino Tenfen, a primeira Secretária, Sra. Lourdes Grigio Vissovatti e a primeira Zeladora Sra Eulinda Albano.

A maneira como a Sra. Maria Raimunda (Lica) contou a história emocionou os presentes e mostrou o quão importante são as ações ou iniciativas em busca de efetivar o processo de apropriação do conhecimento, visto que as atitudes desses cidadãos gerou as melhores consequencias a este Município.

Hoje nossa escola possui em torno de 18 salas de aula, mais de 120 profissionais envolvidos e comprometidos no crescimento e desenvolvimento humano, tendo como principio básico a democracia de igualdade de condições e acesso e de permanência na escola, de gratuidade para rede pública, de uma Educação Básica com qualidade em seus diferentes niceis e modalidades de ensino, vedada qualquer forma de discriminação e segregação.

 

O objetivo dos membros da comissão organizadora  das comemorações dos cinquentas anos do Colégio Estadual Alberto Santos Dumont será concluir o ano com um baile, previsto  para o mês de outubro de 2019. E é claro que todos estão convidados, desde já, a participarem dessa festa.

https://www.facebook.com/pg/Col%C3%A9gio-Estadual-Alberto-Santos-Dumont-819807758045732/posts/?ref=page_internal

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--