Saúde

Em Cascavel, mais de 11 mil crianças ainda não foram vacinadas contra a gripe

Campanha, que já está na reta final, termina no dia 30 junho.

Vanderlei Faria/Governo Municipal de Cascavel

Atenção, pais: o tema é sério e precisa da sua colaboração. A menos de duas semanas para o fim da Campanha de Vacinação Contra a Gripe, mais de 11 mil crianças ainda foram vacinadas em Cascavel. As doses estão disponíveis em 36 pontos de vacinação no Município (veja abaixo).

O atendimento será realizado em unidades de saúde das 8h às 16h45, em livre demanda, ou seja, não é necessário agendar a vacinação. A campanha segue aberta não somente para as crianças, mas para todos os grupos prioritários.

Conforme o último balanço do PMI (Programa Municipal de Imunização), das mais de 22,7 mil crianças de 0 a menores de 6 anos de idade que fazem parte do grupo prioritário, cerca de 11,7 mil foram vacinadas, o que representa 51,35% da taxa de cobertura. “As crianças são bastante vulneráveis à gripe, por isso pedimos aos pais que as levem para serem imunizadas. Infelizmente, a influenza pode, sim, matar uma criança. A questão é muito séria”, reforça a coordenadora do PMI, Cristina Carnaval.

BALANÇO DA VACINAÇÃO
Ao todo, mais de 99,6 mil já foram imunizadas em Cascavel, o que inclui todos os grupos prioritários.

Outro grupo que preocupa o PMI é o das gestantes, visto que mais de 1,8 mil grávidas ainda não tomaram a vacina de influenza, o que representa uma cobertura de apenas 47,83% desse público. As puérperas também estão com menos da metade da meta do público vacinada. Ainda faltam 51% desse grupo, cerca de 300 mulheres.

Os adultos de 55 a 59 anos de idade também estão deixando a desejar na vacinação. No total, são quase 5 mil pessoas que ainda não se imunizaram. Para esse público, são mais de 12,6 mil indivíduos no grupo.

COBERTURA ACIMA DA META  
Por outro lado, há dois grupos que superaram as expectativas: a dos idosos acima de 60 anos e a dos profissionais de saúde, que, respectivamente, atingiram uma cobertura de 131% e 104%.

A terceira idade, por exemplo, contava com um público de mais de 26 mil idosos no grupo prioritário como meta. No entanto, mais de 34 mil receberam a dose. Um dos motivos que pode ter contribuído para esse resultado é a Blitz da Vacina, que imunizou os idosos em sistema de drive-thru, evitando aglomerações e garantindo a proteção contra a inlfuenza.

Já em relação aos profissionais da saúde, mais de 15 mil trabalhadores foram vacinados.

CAMPANHA
Por determinação do Ministério da Saúde, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe foi estendida até o dia 30 de junho. “Ainda estamos aguardando uma determinação do Ministério da Saúde em relação as possíveis doses da vacina que vão sobrar, caso o público não compareça nos próximos dias”, detalha a coordenadora do PMI, Cristina Carnaval.

Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a recomendação da Secretaria de Saúde é manter o distanciamento nas filas, além do uso obrigatório das máscaras.

Todas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, que por alguma razão ainda não se imunizaram, poderão receber a dose da influenza durante os próximos dias.

Confira quem poderá se imunizar e como deverá comprovar que faz parte do público-alvo:

- Idosos acima de 60 anos: precisarão apresentar documento.

- Profissionais da saúde: deverão apresentar vínculo empregatício por holerite;

- Adolescentes de jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas

- Sistema prisional

- Profissionais das forças de segurança e salvamento: apresentar crachá ou holerite.

- Crianças de 06 meses a menores de 6 anos de idade: apenas documento.

- Gestantes em qualquer fase da gestação

- Puérperas até 45 dias após o parto

- Povos indígenas

- Doentes crônicos (não transmissíveis) e portadores de outras condições clínicas especiais: devem apresentar receita mesmo que desatualizada (até 6 meses) ou pedido médico da vacina;

- Deficiente físico

- Caminhoneiros, motoristas e cobradores do transporte coletivo: deverão levar CNH C, D ou E ou apresentar vínculo empregatício;

- Professores das redes pública e privada de ensino: precisarão apresentar o holerite;

- Adultos de 55 a 59 anos de idade: apresentar RG.

 

PONTOS DE VACINAÇÃO

Terão doses disponíveis nas seguintes unidades de saúde (seja UBS ou USF): Santa Cruz, Palmeiras, Parque Verde, Claudete, Cidade Verde, Santo Onofre, Floresta, Ipanema, Periollo, Tarumã, Interlagos, Morumbi, Rivieira, Brasmadeira, Los Angeles, Santa Felicidade, Guarujá, Maria Luiza, Pioneiros, Presidente, XIV de Novembro, Parque São Paulo, Cascavel Velho, Lago Azul, Colméia, Cataratas, Santos Dumont, São Salvador, Rio do Salto, Sede Alvorada, Espigão Azul, São Francisco, Santa Bárbara, Navegantes, Juvinópolis e São João.

As unidades de saúde que são referência para o enfrentamento à Covid-19 não prestarão atendimentos.

 

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--