Saúde

Estado autoriza municípios a liberarem vacina da gripe para toda população

Campanha se encerra amanhã (30) e, cidades que ainda possuem doses, podem imunizar quem tiver interesse fora dos grupos prioritários

Divulgação

Paraná atingiu 85% do público-alvo; meta era 95%

Termina amanhã (30) em todo Estado, a campanha de vacinação contra a gripe. De acordo com dados do Sistema Nacional do Programa de Imunizações, o Paraná atingiu a cobertura de 85, 95% do público-alvo, segundo dados do Sistema Nacional do Programa de Imunizações.

A Secretaria da Saúde do Paraná distribuiu 4,3 milhões de doses da vacina contra a Influenza para os vários grupos elencados pelo Ministério da Saúde e, deste total, foram aplicadas cerca de 3,3 milhões.

“Recomendamos aos municípios que ainda têm doses, para que promovam, a partir de 1º de julho, quarta-feira, a vacinação de forma indiscriminada para toda a população, observando sempre as regras de vigilância e de proteção durante a pandemia da Covid-19”, afirmou o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto. A orientação da Secretaria da Saúde foi encaminhada nesta segunda-feira (29), às 22 Regionais de Saúde.

Neste ano, a Campanha Nacional contra a Influenza foi antecipada em um mês. Teve início em março e logo nos primeiros dias houve uma corrida em busca da vacina, principalmente, pelos idosos, que registram mais de 100% de cobertura no Estado. 

Além das pessoas acima de 60 anos, os grupos de trabalhadores da saúde e de povos indígenas também apresentam índice de cobertura acima do preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 90% do público-alvo.

No entanto, outros grupos como de crianças, gestantes, puérperas e adultos de 55 a 59 anos ainda não atingiram a meta. Crianças até o momento está 59,73%; gestantes em 56,80%; puérperas em e adultos de 55 a 59 anos em 51,74%.

INDICADORES

Estes grupos são estabelecidos pelo Ministério da Saúde como indicadores para avaliação da cobertura vacinal da gripe. Mas além desses, também receberam a dose da vacina os grupos de trabalhadores das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas e condições clínicas especiais, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transporte coletivo, trabalhadores portuários, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, pessoas com deficiência e professores.

EXTRAMUROS

A Secretaria da Saúde reafirma a importância de a imunização contra a gripe neste momento de pandemia. “A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas impede que pessoas dos grupos de risco tenham quadros mais fortes da infecção pelos vírus da Influenza, evitando assim que precisem de internamento em leitos hospitalares”, disse a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Secretaria Saúde, Maria Goretti David Lopes.

A Secretaria indica, desde o início da campanha, que os municípios realizem a vacinação extramuros, ou seja, em ambientes fora dos postos e unidade de saúde, como forma de proteção da população e também dos profissionais que atuam na área. “Para os municípios que ainda têm doses da vacina contra a Influenza, a orientação ...

Moinho Consolata

... é para que realizem ações de imunização em ambientes amplos e arejados, como drive thru, por exemplo”, disse a diretora.

“Enquanto houver saldo de vacinas a atividade deve seguir, mas alertamos que o registro das doses será consolidado pelo sistema nacional no dia 24 de julho”, complementou.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--