Mundo

Iniciativa inter-religiosa visa conservar e restaurar florestas tropicais do mundo

Flickr (CC)/CIAT/Neil Palmer

Vista aérea da Floresta Amazônica, próximo a Manaus (AM).

“Reconhecemos que padrões desatualizados e insustentáveis ​​de desenvolvimento, produção e consumo estão impulsionando o desmatamento, e que uma mudança fundamental e importante de valores, estilos de vida e políticas públicas é necessária para proteger as florestas tropicais. A agricultura é agora o principal motor do desmatamento — uma troca desnecessária, pois podemos alimentar uma população crescente com a terra que já dispomos.”

Esta citação faz parte de uma declaração da Fé Pelas Florestas — uma campanha global lançada em setembro de 2019 pela Iniciativa Inter-Religiosa pelas Florestas Tropicais, que trabalha com parceiros de todo o mundo para destacar a importância de conservar e restaurar as florestas tropicais. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) ocupa o secretariado da iniciativa, que tem nove parceiros.

“Somos um dos principais parceiros da Iniciativa Inter-Religiosa pelas Florestas Tropicais, uma aliança internacional de várias religiões que está trabalhando para trazer a influência moral, ética e política das religiões e de líderes religiosos do mundo para apoiar os esforços para proteger as florestas e seus guardiões”, diz o coordenador da iniciativa no PNUMA, Charles McNeill.

“Além de mobilizar movimentos religiosos para acabar com o desmatamento, grande parte do nosso trabalho é equipar os líderes religiosos com os mais recentes dados, com a ciência e a pesquisa sobre florestas, para que possam servir como parcerias informadas e poderosas nos esforços globais de proteção e restauração das florestas.”

Folhetos com dados sobre desmatamento para informar líderes e comunidades religiosas foram enviados a cada um dos países do programa (Brasil, ...

Moinho Consolata produtos

... Colômbia, República Democrática do Congo, Indonésia e Peru).

Todas as publicações estão disponíveis em cinco idiomas. A iniciativa também conta com uma biblioteca de materiais de estudo, que fornece reflexões espirituais, citações de textos sagrados, exemplos de sermões, planos de aulas religiosas e pontos de discussão para diferentes tradições religiosas sobre os fundamentos espirituais da proteção e restauração das florestas.

Na Assembleia das Nações Unidas para o Meio Ambiente, ocorrida em março de 2019, a iniciativa participou do Diálogo Faith for Earth, demonstrando representar um fórum apropriado e eficaz para o diálogo com políticos(as) de todo o mundo.

Atividades nos países-alvo

Lançada na Noruega em junho de 2017, a iniciativa trabalha globalmente e mais especificamente em cinco países: Brasil, Colômbia, República Democrática do Congo, Indonésia e Peru.

Em agosto de 2019, a iniciativa foi adotada e endossada na 10ª Assembleia Mundial das Religiões pela Paz, onde mais de 900 líderes religiosos, representando mais de 1 bilhão de pessoas, concordaram em trabalhar juntos para proteger e restaurar florestas tropicais do planeta. No ano passado, a iniciativa alcançou grandes avanços em seus cinco países de atuação.

Na República Democrática do Congo, um programa nacional foi lançado durante evento de três dias que incluiu o treinamento de mais de 180 líderes religiosos de todo o país, além de líderes indígenas e comunitários, com a participação do ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e o estabelecimento de um Conselho Consultivo.

Na Colômbia, que sediará os eventos do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, a iniciativa forneceu treinamento a mais de 500 líderes religiosos e negociou um compromisso do Congresso para acabar com o desmatamento como parte do Plano de Desenvolvimento Nacional. No Peru, lançou um capítulo local da iniciativa em Puerto Maldonado e há planos para mais dois em 2020.

No Brasil, que responde por 60% da floresta amazônica, um Conselho Executivo de líderes religiosos realizou no ano passado um evento de educação e planejamento em São Paulo (SP), com a participação de mais de 90 líderes religiosos. Eventos semelhantes estão previstos em outras quatro cidades brasileiras — Belém (PA), Manaus (AM), Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF), em fevereiro e março.

“A iniciativa também está posicionada para fazer uma diferença substancial na Indonésia”, diz McNeill. “Agora, temos uma equipe de planejamento nacional de parceiros inter-religiosos importantes, com encontros semanais para planejar o lançamento de um programa nacional para a Indonésia no final de janeiro”.

Clique aqui para acessar a cartilha destinada a líderes religiosos e comunidades de fé.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--