Educação

Jovem nascida no agreste alagoano é aprovada para Intercâmbio em Harvard

Reprodução / TNH1

Dá-lhe Brasil! Do Agreste de Alagoas à Cambridge, nos Estados Unidos: a estudante Natália Cecília Carvalho Ribeiro foi aprovada para o intercâmbio Visiting Undergraduate Student, em uma das universidades mais prestigiadas do planeta – Harvard.

A jovem de 23 anos que hoje cursa Relações Exteriores irá estudar Economia por um ano na poderosa Faculty of Arts & Sciences. Nesse mesmo campus, 157 pessoas que um dia passaram por ali venceram o Prêmio Nobel e outras 48 o Prêmio Pullitzer – o ‘Oscar’ do Jornalismo e Literatura.

Nascida em Arapiraca, no interior alagoano, terra do pé-de-moleque, Natália sonha em poder contribuir de verdade para o desenvolvimento de sua terra natal.

“É uma expectativa muito alta porque é a segunda vez que tento esse programa. Eu vou com o sonho de aprender para ajudar o Brasil. Meu grande sonho é poder ver Alagoas diferente. É poder reduzir a pobreza e melhorar a qualidade de ensino, é transformar o lugar de onde venho. Eu amo muito aquela terra”, diz a sonhadora.

Faz dois anos que Natália estuda na Universidade Federal de Santa Catarina após se formar na outra ponta do país, o Colégio São Francisco, em Arapiraca. De uma instituição à outra são 3 mil quilômetros de distância!

[O Razões tem seu próprio podcast para espalhar boas notícias, ouça os episódios na sua plataforma favorita clicando aqui.]

Desde que ingressou na UFSC, a jovem se destaca por onde passa: ela já foi embaixadora da Brasil Conference, um evento organizado pela comunidade brasileira de estudantes que vive em Boston, nos EUA.

Quando chegou em solo norte-americano, Natália fez questão de usar o chapéu de couro típico do Nordeste brasileiro. “Toda vez que acontece uma coisa importante na minha vida, uso esse chapéu para lembrar das minhas origens“, diz.

Ah, ela também já foi selecionada para participar de um congresso da ONU de Desenvolvimento Econômico Sustentável pros países da América Latina.

As primeiras aulas devem acontecer online, por conta da pandemia de Covid-19. Enquanto isso, ela aguarda ansiosa para fazer as malas carregando consigo o espírito do Agreste de Alagoas para viver seu sonho em Havard!

Que maravilha, né? Uma jovem e já com tanta coisa incrível na vida.

Só temos que torcer para ela continuar representando muito bem esse Brasilzão e usar esse chapéu de couro mais vezes!

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--