Política

Luciana quer que estado reveja demissão dos professores PSS

Thea Tavares

Divulgação

Curitiba, PR (06/04/2020) - A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) quer que o governo do estado volte atrás e reveja as demissões de professores em regime de PSS - Processo Seletivo Simplificado - a partir do dia 20 de março de 2020, que atuavam na substituição a educadores titulares afastados por problemas de saúde. Em requerimento ao governador Ratinho Júnior (PSD) e ao secretário estadual da Educação e do Esporte, Renato Féder, Luciana pede que o governo coerentemente adote para os PSS o mesmo tratamento que propôs destinar às empresas terceirizadas, que prestam serviços aos órgãos públicos no âmbito dos três poderes no estado.

De acordo com a mensagem 18/20, de autoria do Poder Executivo, encaminhada pelo governo para votação na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), o Legislativo, o Executivo e o Judiciário paranaenses, além do Ministério Público estadual, do Tribunal de Contas e da Defensoria Pública, estariam autorizados a manter em dia os pagamentos a essas empresas prestadoras de serviços à administração pública, enquanto perdurar o estado de emergência imposto pela pandemia do coronavírus.

"Por essa razão e coerente com a própria mensagem do Executivo, queremos que os profissionais da educação sejam mantidos nos quadros do estado, tendo respeitados seu salário e direitos profissionais", argumentou a deputada Luciana no pedido de envio de expediente durante a sessão remota da ALEP nesta segunda-feira (6).

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--