Trânsito

'Maio Amarelo' tenta conscientizar sobre 'epidemia' de acidentes de trânsito

Divulgação

No último feriado prolongado,  referente ao Dia do Trabalhador, a Polícia Rodoviária Federal atendeu 109 acidentes nas estradas federais que cortam o Paraná. 120 pessoas ficaram feriadas, 11 morreram.

Ao longo dos cinco dias de operação, 92 motoristas foram flagrados sob efeito de bebidas alcoólicas, 589  realizaram ultrapassagens proibidas e 11.004 veículos  foram multados por abusar na velocidade. Em 50 carros, os policiais encontraram crianças sendo transportadas fora das cadeirinhas e assentos adequados.

Para tentar reduzir o número de acidentes, com base na conscientização, é que surgiu o “Maio Amarelo”.  A campanha passou a fazer parte do calendário oficial de eventos do Paraná após a aprovação na Assembleia Legislativa do projeto de lei do deputado Nereu Moura.

A proposta foi inspirada em um movimento internacional. A campanha traz  uma fita amarela como símbolo. A cor faz  alusão à sinalização de advertência.

“A sociedade tem de tratar esse tipo de acidente  como uma epidemia”, justifica.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--