Agronews

Micheletto e Vanzella visitam canteiro de obras da Frimesa

O prefeito Marcel Micheletto visitou nesta terça-feira, 28, o canteiro de obras da Frimesa em Assis Chateaubrinad. Atendendo convite do presidente Valter Vanzella, Micheletto acompanhado pelo vice-prefeito João Aparecido Pegoraro, secretário de Obras, Juan Carlos Alves e o gerente de Comunicação Social, Claudenir Honório percorreu todo o local e na oportunidade soube detalhes de como esta o andamento das obras. 

Ao desembarcar no canteiro de obras, Vanzella, afirmou “Micheletto o importante é isso que vemos aqui. As obras não param mais. A Frimesa é uma realidade em Assis Chateaubriand. Tudo esta acontecendo dentro de um planejamento e esperamos dentro do menor tempo possível estar trabalhando”.

"Assis Chateaubriand se sente honrado em receber uma obra tão grandiosa como esta. Ela será um divisor de água, teremos o antes e o depois da Frimesa, pois ela mudará a realidade econômica do nosso município”, declarou Micheletto. 

Neste momento a Frimesa está cumprindo a primeira etapa da obra que é toda a parte de infraestrutura, terraplanagem, escavações e fundações. A previsão é que em 8 a 10 meses esteja concluída essa etapa para que depois a empresa inicie a obra civil e as instalações. Somente a título de curiosidade serão movimentados 1 milhão e  700 mil metros cúbicos entre  corte e movimentação de terra. Números semelhantes somente foram vistos nos serviços executados na construção da Usina Hidrelétrica da Itaipu. Lá foram movimentados pouco mais de 1 milhão e 900 mil metros cúbicos de terra. 

Ao todo, serão investidos 2,5 bilhões de reais que aumentará a produção atual de  6.500 para 21.000 suínos abatidos dia. O crescimento será gradativo ...

Calhau anuncio noticias

... e enquanto as Filiadas e produtores ampliarão unidades produtoras de leitões, unidades terminadoras e fábrica de ração, a Frimesa constuirá um novo frigorífico.

A unidade frigorífica faz parte de um planejamento estratégico da Frimesa, que projeta um crescimento anual médio de 12% nos próximos 10 anos.

 

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--