O Milagre do Sol

Em 13 de outubro completaram cem anos da ocorrência de um dos eventos mais extraordinários da era moderna: o chamado "Milagre do Sol".

Segundo esclarece Roselis von Sass em seu "O Livro do Juízo Final" (http://bit.ly/1jsfPLC), os últimos avisos sobre o advento de um Julgamento final da humanidade vieram por meio de uma "emissária da misericórdia". Esta emissária foi vista e ouvida por crianças em três regiões diferentes, em épocas também distintas: La Salette, nos Alpes franceses, no ano de 1846; Lourdes, também na França, em 1858; e Fátima, em Portugal, no ano de 1917. Em todas as aparições, os pequenos videntes falam de uma "luminosa senhora" que lhes transmitira mensagens, sempre pedindo que as repassassem adiante.

A luminosa senhora de Fátima apareceu seis vezes naquele ano de 1917, de maio a outubro. A última aparição ocorreu em 13 de outubro. Naquele dia, aconteceu algo espantoso para quem o vivenciou: o Sol girou no céu. Milhares de pessoas, inclusive jornalistas e homens da ciência, foram testemunhas do acontecimento.

O fenômeno foi observado num raio de até 40 km do ponto onde estava a multidão, estimada entre 50 mil a 70 mil pessoas. Registros mais distantes não existem provavelmente devido ao dia muito nublado e chuvoso numa imensa extensão da Europa. Com efeito, as nuvens só se abriram pouco antes do fenômeno e justamente onde estava a multidão, na Cova da Iria, e em áreas circunvizinhas. Não se tratou, portanto, de nenhuma alucinação coletiva.

De fato, existem indícios de que a Europa inteira estava coberta por nuvens naquele dia, decorrência de ...

Calhau anuncio noticias

... um mês anormalmente chuvoso. O "Boletim Mensal do Clima", publicado pelo Escritório Meteorológico do Reino Unido, diz o seguinte sobre o mês de outubro de 1917: "O clima no mês foi muito úmido e com muitos ventos. (...) Em Broadford, as chuvas foram o dobro da média dos últimos 33 anos. Em Carrigoran, as chuvas excessivas, que caíram em 28 dias, foram quase o dobro da média. (...) Em Shetland, foi o outubro mais chuvoso já registrado; em Rothesay, foi o mais chuvoso desde os últimos cem anos pelo menos, e em Greenock, foi o mais chuvoso desde 1874. (...)"

Especificamente sobre o dia 13 de outubro, diz o relatório britânico: "Em outubro, os sistemas atmosféricos mostraram uma rápida taxa de translação, tendo sido consideravelmente profundos, com os barômetros mergulhando para 975 milibares no sistema que atravessou Midland e Eastern Counties no dia 13."

Há inúmeros relatos fidedignos do acontecimento, inclusive de vários cientistas e céticos. Especialmente rico é o testemunho abaixo, coletado pela escritora portuguesa Fina d'Armada e transcrito em seu livro "Fátima: nos bastidores do segredo:

"Chovera a cântaros naquele dia e ainda chuviscava quando, ao entardecer, no instante em que a Senhora se elevava, Lúcia gritava: 'Olhem para o sol!' As nuvens se entreabriram e descortinaram o sol. Mas era um sol estranho, achatado, com um contorno bem definido, que mais parecia um imenso disco de prata. Brilhava com uma intensidade jamais vista, mas não ofuscava nem cegava. O disco começou a 'bailar' e, qual gigantesca roda de fogo, girava rapidamente. Imobilizou-se por alguns instantes para recomeçar a girar vertiginosamente sobre si mesmo. Suas bordas tornaram-se escarlates e deslizou como um redemoinho, espargindo chamas de fogo."

Este fenômeno, que se tornou conhecido como "milagre do sol", deveria servir para chamar a atenção do mundo para a gravidade das mensagens transmitidas em Fátima, particularmente da terceira, que permaneceria guardada por muitos anos, infelizmente, como um inatingível e proibido segredo. O cerne da terceira mensagem fala de catástrofes nunca vistas, de uma terceira guerra mundial e da imprescindível e urgente modificação das organizações eclesiásticas, as quais deveriam tomar a Verdade como base.

A declaração a seguir foi dada pelo papa João Paulo II, na cidade de Fulda, Alemanha, em 1980: "Se lemos que os oceanos inundarão grandes extensões do mundo, que de um momento para outro milhões de pessoas perecerão, então não é o caso de se gritar tanto pela divulgação de um tal segredo."

(Conheça as obras publicadas pela Ordem do Graal na Terra. Acesse: http://bit.ly/18h6hxk.)

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--