GERAL

Paraná reafirma compromisso com Agenda 2030 da ONU

Agência de Notícias do Paraná

O Governo do Paraná publica este mês um documento com a adequação e resultados das metas e indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), reforçando o compromisso do Estado com a Agenda 2030 da ONU. A informação foi dada pelo chefe da Casa Civil, Guto Silva, em evento virtual promovido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), nesta quarta-feira (15), com o tema “O papel das cidades e regiões para não deixar ninguém para trás - integrando avaliações locais e nacionais”.

Silva apresentou as ações e estratégias do governo paranaense para o alcance dos objetivos e destacou que o Paraná é pioneiro na implementação regional da Agenda 2030 e o único Estado brasileiro a trabalhar em conjunto com a OCDE para concretizar a missão de dirimir desigualdades e integrar crescimento econômico com respeito ao meio ambiente. 

A convite do Estado, 358 municípios paranaenses já assinaram um termo de compromisso para alcançar os ODS. “Além disso, internalizamos indicadores globais e já temos 104 indicadores municipais. Isso foi possível devido a parcerias com institutos nacionais que trabalham na área”, disse o chefe da Casa Civil.

Uma ferramenta importante utilizada pelo Paraná para avançar na área é o sistema de business intelligence, desenvolvido por uma força-tarefa de vários órgãos do Governo, com o objetivo de orientar os gestores estaduais e municipais na elaboração de diagnósticos socioeconômicos e políticas públicas que atendam a Agenda 2030. 

“Nosso Estado também oferece recursos financeiros públicos e fundos para o desenvolvimento regional, urbano e institucional dos municípios, e os orientamos a incluir a Agenda 2030 em seus planos diretores”, acrescentou Silva. A estratégia do governo paranaense inclui, ainda, o desenvolvimento de uma rede de sustentabilidade envolvendo governo, setor privado, academia e sociedade civil.  

A expectativa para este ano era avançar, mas a pandemia impediu muitas ações de serem implantadas. Para Guto Silva, se esse cenário reduziu ações, mostrou a relevância dos trabalhos já realizados e daqueles planejados para o futuro. “Estamos passando por uma crise global, mas precisamos de respostas locais. E o principal desafio agora é criar respostas em um ambiente de incerteza”, afirmou.

Segundo ele, a pandemia reforçou a necessidade de uma agenda de desenvolvimento sustentável, universal e integrada, com ações urgentes e o compromisso de não deixar ninguém para trás.

  


Países têm até 2030 para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Em 2015, na Assembleia Geral das Nações Unidades, chefes de Estado e de Governo se comprometeram com uma agenda de desenvolvimento sustentável a ser alcançada até 2030. Esse compromisso resultou em 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que englobam 169 metas.

A Agenda 2030 foi assinada por 193 países. Os objetivos buscam efetivar as conquistas dos direitos humanos, alcançar a igualdade de gênero e foram moldados para serem integrados e indivisíveis, a partir de três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental.

Conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável:

Objetivo 1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares.

Objetivo 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.

Objetivo 3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

Objetivo 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

Objetivo 5. Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

Objetivo 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos.

Objetivo 7. Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos.

Objetivo 8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos.

Objetivo 9. Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

Objetivo 10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles.

Objetivo 11. Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

Objetivo 12. Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis.

Objetivo 13. Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos.

Objetivo 14. Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

Objetivo 15. Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade.

Objetivo 16. Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis.

Objetivo 17. Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável

 

Leia também: 

União entre poderes fará o Paraná sair mais forte da crise

Universidades Estaduais do Paraná estão entre as melhores da América Latina

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--