Agronews

Piscicultura é grande tendência de produção no Médio Oeste

Uma das grandes tendências no setor agropecuário tem sido a diversificação de produção dentro da propriedade. Integrando várias áreas como cultivo de grãos, leite, pecuária de corte e piscicultura, produtores tem melhorado seus rendimentos e expandindo seus lucros dentro do agronegócio.
Na região do Médio Oeste Paranaense, que já é grande produtora de grãos e tem forte presença da pecuária, agora, a tendência do momento está na criação de peixes. Essa tem sido a aposta de diversos produtores nesse segmento que está em pleno desenvolvimento, alavancados pela cooperativa Copacol que já mantém um abatedouro de peixes no município de Nova Aurora e a Cooperativa C.vale, que inaugurou na sexta um novo abatedouro de Peixes em Palotina.
Para o técnico da Emater de Assis Chateaubriand, João Carlos Taschetto, as cooperativas dão garantia de mercado para esses produtores que estão investindo na produção de peixes. “As cooperativas estabilizam o mercado. Existe uma confiabilidade maior dos produtores e eles procuram aproveitar melhor as áreas improdutivas e transformá-las para produzir peixes”, afirma.
Ele ainda explica que não adianta entrar nesse ramo como “aventureiro”, dizendo que é necessária uma boa assistência, pois os custos de produção são altos. Além disso é preciso trabalhar com tecnologia, boas rações, na qualidade da água, entre outros itens, para que se possa ter um bom lucro com esta atividade.
A atividade da piscicultura no Paraná no ano passado teve um crescimento de 10%. O Oeste é o maior polo de criação de peixes no Estado, representando 69% de toda a produção.
O estado possui grande potencial para ...

Calhau anuncio noticias

... a exploração da piscicultura, atividade de criação de peixes em instalações adequadas, por conta da grande quantidade e qualidade das águas, das coleções de águas disponíveis em represas e das características favoráveis dos solos.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--