Carro & Cia

Placa do Mercosul deixa dúvidas nos motoristas

Quanto, onde, como e tantas outras dúvidas ainda permanecem na cabeça dos motoristas que querem saber mais informações sobre a placa do Mercosul. Essa placa já se tornou assunto em todo país, mas para alguns estados, as dúvidas aumentam e as informações parece não darem conta.

Durante este ano, as placas do Mercosul geraram muitas discussões no país inteiro. Em um momento era decidido que a placa iria ser implantada e então com algumas discussões políticas, esta decisão era cancelada e assim foi várias vezes, até que então foi determinado que as mesmas serão implantadas definitivamente, ou até que se prove ao contrário.

De acordo com a assessoria do Departamento de Trânsito do Paraná (DETRAN), a conversão das placas de automóveis adaptado pelo novo modelo adotado no Mercosul, atendendo a Resolução 729 do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), tiveram início na segunda-feira (17).

Segundo o departamento, a medida vai permitir uma maior efetividade no chamado ‘canal verde’, que é um sistema que facilita o controle de pessoas e cargas através de postos com antenas de rádio frequência, além de melhorar a fiscalização evitando paradas dos caminhões, por exemplo. “Por meio da portaria 074/2018 tornamos obrigatória a implantação da placa Mercosul no Paraná. O novo modelo terá itens de segurança que permitirão a rastreabilidade das placas e dos veículos por meio de QR code praticamente impedindo a clonagem. Numa segunda fase haverá ainda, como reforço de segurança, a implantação de um chip”, compartilha o diretor-geral do Detran PR, Marcello Panizzi.

A placa terá o mesmo desenho em todos os países do Mercosul com quatro letras e três números em fundo branco. O novo modelo terá código único e conterá todos os dados de confecção da placa, como a identificação do fornecedor e o número de série, data e ano da fabricação da peça. Inclui ainda o modelo do carro.

Além dessas características, para que a identificação do veículo seja imediata, a cor dos caracteres alfanuméricos e das bordas da placa de identificação veicular será determinada de acordo com a categoria do veículo. Exemplo:

- Placas para veículos particulares serão fabricadas com caracteres na cor preta. Ou seja, em vans escolares, serão utilizados caracteres na cor vermelha.

- Para que sejam identificados como tal, as placas no novo padrão, os veículos oficiais apresentarão caracteres na cor azul.

- Veículos de consulados ou com missão diplomática deverão utilizar a cor dourada em seus caracteres.

A Resolução 729 prevê, ainda, a utilização da cor verde nos caracteres das placas de veículos especiais, e o cinza prata em veículos de coleção.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), com o custo menor na fabricação das placas, isso possibilitará a queda dos preços na venda da placa. “De acordo com reuniões mantidas com fabricantes dos insumos das novas placas no padrão do Mercosul, e ainda, tendo em vista que estes mesmos insumos alcançam especificações da Norma ISO 7591, adotada em todo o mundo e da qual o Brasil é signatário, (e não como atualmente, onde só o Brasil tem placas cinzas), os fornecedores informaram que os custos das matérias primas deve ser reduzido na ordem de 30%. Certamente tais fatos se traduzirão em uma queda de preços ao consumidor final” explica a Denatran.

Segundo a Detran, os processos de transferências, compras e outros, que foram finalizados até o dia 10/12 serão impressos na placa nacional (cinza), para isso o usuário deverá providenciar a confecção até o dia 15/12, junto com um estampador ou fabricante de placas, pois após essa data só serão autorizadas a produção das placas modelo Mercosul, caso contrário, o cidadão deverá dar entrada em um novo processo.

Já os processos abertos entre os dias 11 e 14 de dezembro terão que aguardar a confecção das placas que ocorrerá a partir de 17/12, aonde o sistema estará autorizado a produzir as placas do novo modelo Mercosul. A partir dessa data, todos os processos, dentro de sua obrigatoriedade, serão alinhados ao novo modelo de placa.

Fique atento!  De acordo com a Detran, a obrigatoriedade do padrão de placas no modelo Mercosul será para as seguintes situações: Primeiro emplacamento; Aquisição de veículo; Aquisição de veículo com troca de município; Alteração de Dados com complementação de placa; Mudança de Município; Registro de Outro Estado; Troca de categorias; e outros processos que necessitem a substituição de placas.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--