Economia

Poupança bate maioria dos fundos com Selic a 6,5% ao ano

Ilustrativa Pixabay

 A manutenção da taxa básica de juros em 6,5% ao ano deixou a poupança mais atrativa que a maioria dos fundos de investimento de renda fixa, em especial aqueles com taxa de administração salgadas, de acordo com simulações feitas pela Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).
Nesta quarta (16), o Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu manter a Selic, apesar de o mercado esperar novo corte da taxa básica, em meio a um cenário que considera a inflação sob controle e a atividade econômica ainda fraca no país.
A Anefac estima o rendimento mensal da poupança em 0,37% com a Selic a 6,5% ao ano.
Pelas contas da associação, fundos com taxa de até 0,5% ao ano ganham da poupança, independentemente do prazo de resgate considerado. A caderneta empata com fundos com taxa de 1% ao ano em caso de resgate em até seis meses e perde se o prazo for superior a esse período.
A poupança ganha de fundos com taxa de administração de 1,5% se o resgate for feito em até um ano, empata se o saque ocorrer entre um e dois anos. Acima disso, a caderneta perde. 
Já fundos com taxas iguais ou superiores a 2% ao ano perdem para a caderneta independentemente do prazo considerado.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--