PROCURA POR ESPORTIVO ELÉTRICO DA PORSCHE CRESCE E AMEAÇA VENDAS DA TESLA

PROCURA  POR ESPORTIVO ELÉTRICO DA PORSCHE CRESCE E AMEAÇA VENDAS DA TESLA

A Tesla vem passando por apuros recentemente. São atrasos na entrega de carros, no desenvolvimento e com as declarações polêmicas de seu fundador, Elon Musk. E a iminente chegada do elétrico Porsche Taycan pode piorar as coisas.

Segundo o CEO da Porsche para a América do Norte, Klaus Zellmer, compradores do carro elétrico da marca são donos de Tesla, mostrando uma tendência da empresa de Musk a perder market share para o novo produto.

O Taycan é o primeiro carro elétrico da Porsche. O esportivo vem recebendo um grande número de interessados desde seu anúncio, e a projeção inicial de 20 mil carros por feita pela montadora alemã já teve que ser aumentada devido a grande procura.

NA COLA DO CONCORRENTE

Revelado pela Porsche ao mundo como Mission E Concept em 2015, a versão de produção do novo esportivo totalmente elétrico chama-se: Taycan. O novo modelo chegará às lojas europeias  agora em 2019, com preços variando entre 90 e 110 mil euros. Lembrando que  o Tesla Model S, um dos principais rivais deste Porsche Taycan, começa nos 91 mil euros para a versão 75D (490 km segundo o ciclo NEDC) e vai até aos 153.500 euros do Model S P100D, que tem uma autonomia de 612 quilómetros (segundo o ciclo NEDC) e acelera dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,7 segundos.

UM ELÉTRICO COM ALTISSIMO DESEMPENHO

 

O fato ser um veículo puramente elétrico não prejudica o desempenho esportivo. Pelo contrário, dois motores elétricos síncronos entregam potência de mais de 600 cv (440 kW), o que permite acelerar o Taycan de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos e chegar a 200 km/h em menos de 12 segundos. De acordo com a Porsche, este desempenho oferece um nível de potência contínua sem precedentes entre veículos elétricos: múltiplas acelerações são possíveis em sucessão sem perda de desempenho.

Outro ponto crítico entre os elétricos também não parece ser um problema: a autonomia esperada será superior a 500 km. Com um sistema de 800 volts, a Porsche também promete um sistema de recarga capaz de dar autonomia de 100 km em apenas 4 minutos.

De acordo com a Porsche, o nome Taycan pode ser traduzido como "cavalo jovem e cheio de energia", referenciando a imagem no coração do brasão da Porsche que apresenta um corcel saltitante desde 1952.

PRODUÇÃO A TODO VAPOR

Segundo o CEO da Porsche para a América do Norte, Klaus Zellmer, se cada um dos que se mostraram interessados pelo carro efetivamente comprarem o bólido, a produção inicial não daria conta da demanda, o que fez com que a marca aumentasse o ritmo de produção em novembro de 2018. O aumento porém, não foi especificado.

Segundo o CEO, os compradores do Taycan são novos consumidores da marca. Mais da metade dos pedidos de pré-venda vieram de pessoas que não tem ou nunca tiveram um Porsche, indicando que o carro está abrindo uma nova linha de consumidores da montadora alemã.

Segundo pesquisa da Associação Americana de automóveis, 20% dos consumidores americanos tem a tendência de que seu próximo carro seja elétrico, aumento de 5% em relação ao ano passado. A empresa tem plano de até 2023 ter metade de sua produção dedicada a carros elétricos.

PORSCHE TAYCAN NO BRASIL

O novo Taycan esta sendo  produzido desde o final de 2018 e está nos planos da operação brasileira a partir de 2020.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


a-oracao-de-francisco

A Oração de Francisco

cronica-nao-vai-doer-nada

Crônica: Não vai doer nada

cronica-jantar-dancante

Crônica: Jantar Dançante

o-horror-do-enrijecimento

O Horror do Enrijecimento

cronica-o-homem-do-saco

Crônica: O Homem do Saco

cronica-perebas

Crônica: Perebas


MAIS NOTÍCIAS