Utilidade Pública

Sanepar conclui obras e instalação da bomba no poço de Cafelândia

Prefeitura de Cafelândia

Abastecimento deve ser retomado integralmente até a madrugada do sábado.

Os trabalhos de nova perfuração e alargamento do poço de Cafelândia foram concluídos no início da tarde desta sexta-feira (17). Na sequência, foi instalado o conjunto motobomba e retomada a operação daquele manancial que é responsável por cerca de 20% do abastecimento da cidade. Com isso, a Sanepar voltou a produzir água na capacidade total do sistema. A previsão é de que, durante a noite e na madrugada do sábado (18), o fornecimento de água volte à normalidade. Até que isso ocorra, a Sanepar irá complementar o abastecimento com caminhões-pipa.
 
Desde quinta-feira da semana passada esse poço parou de produzir água depois que o motor da bomba queimou. No dia seguinte, na troca do equipamento, a nova bomba travou dentro do poço, inviabilizando a captação de água. A Sanepar fez todas as tentativas possíveis para colocar a bomba em condições de captar a água do poço, porém sem êxito. Assim, a única opção foi contratar, em regime de urgência, uma empresa especializada para executar o alargamento do diâmetro do poço, que passou de 6 para 8 polegadas. Os trabalhos iniciaram-se na tarde de ontem.

O imprevisto acarretou falta de água na região

Durante esta semana, o fornecimento de água tratada ficou prejudicado, uma vez que os outros quatros poços atendem a 80% da demanda. As regiões mais altas da cidade foram as mais afetadas com a falta de água.
 
Segundo o gerente regional, Eduardo Arrosi, a retomada da operação do manancial põe fim ao desabastecimento. “Infelizmente, problemas dessa natureza fogem do controle operacional da Sanepar, que não mediu esforços para que a situação fosse restabelecida na maior brevidade possível. Com os cinco poços trabalhando juntos, o sistema deve suprir toda a demanda da cidade em pouco tempo”, explica Arrosi.
 
O gerente agradece ao apoio da população que fez o uso racional da água para não agravar ainda mais a situação, e também ao apoio dos veículos de comunicação, que contribuíram para que as informações chegassem a todos os moradores.
 
 
Leia também: 
 
 
 
 
 
Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
 
 
RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--