Saúde

Saúde: Cascavel investe o dobro do que determina a Constituição

Governo Municipal de Cascavel

Secretário Thiago Stefanello destaca avanços na resolutividade na atenção básica

"Cascavel tem registrado nestes oito meses do ano, números significativos referentes às reduções de óbitos nas Upas, que caíram pela metade de um ano para outro; quando analisamos o índice de mortalidade, ou seja, a proporção de óbitos pelos números de atendimentos. E, pela primeira vez, temos uma diminuição no número de atendimentos nas Upas, o que demonstra que a atenção primária tem sido mais resolutiva e que o acesso à população tem sido ampliado. Então, quanto mais avançarmos na saúde básica, menos pessoas nas Upas, nós teremos". Foi com esta boa notícia que o secretário municipal de Saúde, Thiago Stefanelo, abriu a audiência pública de prestação de contas da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a tarde de hoje (14), na Câmara de Vereadores, em cumprimento a lei municipal 141/2012.

De acordo com o secretário, aproximadamente R$ 80 milhões foram investidos na Saúde municipal, seguindo a prioridade ao setor dada pelo prefeito Leonaldo Paranhos desde o início da gestão, em janeiro de 2017. Cerca de 73% dos recursos vieram dos cofres do Município, 17% do Governo Federal e 9% do Governo do Estado. O Município tem cumprindo com o que determina a Constituição no tange a aplicação mínima de 15% dos recursos  na área da saúde.

"Em Cascavel, o prefeito Paranhos tem garantido investimentos que ultrapassam os 30%, ou seja , o dobro do previsto na Constituição. E os números no atendimentos apresentaram avanços significativo.  Tivemos mais de 10% de ampliação nas consultas nas unidades básicas, mais de 5% na quantidade de consultas realizadas nas unidades de Saúde da Família, um aumento significativo na prescrição de medicamentos, diminuição na fila de pacientes que aguardam por especialidades, mais de  80% de agendamentos de exames no Cisop de um quadrimestre para outro", detalhou Stefanello.

Para 2020, a perspectiva de investimentos na área da saúde em Cascavel, de acordo com Stefanello é desafiadora. "A cada dia a secretaria tem registrado um aumento no número de pessoas que buscam atendimento nas unidades de saúde. E o município tem um limite  em sua capacidade instalada, dificuldade  na contratação de novos servidores em virtude do limite prudencial, do orçamento do Município. Estamos cumprindo o que a Constituição pede, o que a lei exige, mas o Município precisa avançar muito ainda em questão de equipes do Programa Saúde da Família. Ao longo dos dois últimos anos foram 77% de avanço de ampliação, saindo de 27 equipes para 49, mas nós precisamos avançar próximo a casa de 80 equipes".

Participaram da audiência pública servidores da saúde e os vereadores Josué de Souza, Jaime Vasata e Roberto Parra, da Comissão Permanente de Saúde do Legislativo.

Você pode conferir na íntegra toda a prestação de contas da Secretaria de Saúde de Cascavel, nestes dois quadrimestres do ano no arquivo  Prestação de Contas 2 quadri 2019 FINAL pdf

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--