Esportes

Seleção Brasileira de Caiaque vai "morar" em Cascavel a partir de janeiro

Governo Municipal de Cascavel

“Cascavel tem um estádio de canoagem no centro da cidade e não apenas um lago. Além disso, a parceria com o Município e o CRC (Clube de Regatas Cascavel) contou muito para que a gente instalasse aqui em Cascavel a equipe nacional permanente de caiaque feminino, a partir de janeiro do ano que vem”. A afirmação foi feita por Álvaro Acco Koslowiski, supervisor da CBCa (Confederação  Brasileira da Canoagem) ao prefeito Leonaldo Paranhos, ao presidente da Fundação Municipal de Cultura e Esportes, Léo Mion, e a atletas de canoagem, durante encontro na tarde de hoje (28).

De acordo com Koslowiski, os critérios de escolha da cidade sede da Seleção Brasileira de Caiaque foram avaliados por toda confederação e as boas condições que o Lago Municipal oferece para a prática do esporte foram essenciais para que as quatro atletas viessem para Cascavel. “Esta é uma grande responsabilidade para toda a cidade. São adolescentes que estarão na seleção e que vão morar e estudar aqui. Temos que ter um cuidado especial com elas, para que seus pais fiquem tranquilos, sabendo que suas filhas serão bem cuidadas em nossa cidade. Nos orgulhamos em ter a Seleção Brasileira aqui em Cascavel ”, disse o prefeito Leonaldo Paranhos.

“Além das atletas da categoria de base, teremos a Ana Paula Verguts que está se preparando para as Olimpíadas de Tóquio e também fará parte da equipe. As atletas morarão em Cascavel para se preparar para as Olimpíadas. O objetivo deste projeto é a renovação do caiaque feminino para o alto rendimento para o Brasil. A equipe deve iniciar os treinamentos no dia 20 de janeiro”, completou o supervisor da CBCa.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura e Esportes, Leo Mion apontou as vantagens que a escolha de Cascavel trará para a cidade. “Seremos o cenário brasileiro rumo a Tóquio, pois teremos a Seleção Brasileira aqui e seremos uma grande vitrine para o mundo. A partir da instalação das raias, do píer e da implantação da seleção aqui, a Confederação já anunciou o investimento de mais de R$ 600 mil em barcos, suportes e equipamentos para esta logística. Então, Cascavel além de estar na vitrine como celeiro da canoagem, também estará trazendo  investimentos de fora”, disse, completando que “existe a possibilidade futura e já acordada com a Confederação Brasileira de Canoagem para a vinda de eventos nacionais, pan-americanos, sul-americanos e internacionais para Cascavel”.

As nove raias com mil boias e o píer de 36 metros quadrados devem estar instalados até o dia 15 de janeiro. Já foi feita licitação para a aquisição destes equipamentos. “A Confederação Brasileira de Canoagem vai contratar técnicos e oferecer segurança e controle de treino para as atletas”, concluiu Mion.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--