Show Rural atraiu 288.802 pessoas para mais uma de suas edições

A grande feira agrícola da América Latina, o Show Rural Coopavel 2019 foi realizada entre os dias 02 á 08 de fevereiro e nesse ano passaram pelo evento 288.802 pessoas o qual gerou o lucro de R$ 2,2 bilhões em vendas. Um dos grandes destaques que os visitantes poderam apreciar na área de tecnologia, foi a maior forrageira do Brasil, a FR780 Forage Cruiser. Fabricada pela New Holland Agriculture, marca da CNH Industrial, a moderna forrageira se destaca pela força, tecnologia e design na área de maquinários agrícolas, quem passou pela feira pode ver toda a tradição foram desde animais para venda, os comércio de produtos coloniais, máquina.

Durante a feira também foi realizado a exposição dos novos ônibus interurbanos da cidade de Cascavel. Os novos ônibus irão circular em todas as regiões da cidade, incluindo também os novos terminais rodoviários na cidade e também na avenida Brasil. Uma das novidades destes ônibus, são as portas nos dois lados e a nova tecnologia de sensores dentro dos ônibus os quais serão conectados com os semáforos da cidade e assim fazer com que o fluxo no transito ocorra da melhor forma possível.

Além das novidades em máquinas agrícolas, o trabalho realizado durante meses da equipe de organização e manutenção nas belas paisagens de flores, nos plantios de amostra de milho, soja e demais plantas, chamam a atenção dos visitantes que ficam admirados com tanta beleza. Rosane Costa conta que todos os anos ela vem visitar a feira e a cada ano ela se encanta ainda mais com as belas flores e plantios da feira. “Todos os anos eu espero ansiosamente para ver todas as novidades, até mesmo às obras de artes que eles mesmos fazem com as flores, que todos os anos é possível subir no mirante para se deslumbrar com tanta beleza, e nesta edição o tema foi família, então isso eu acho muito bacana”.

A feira gera lucros não só para grandes empresas, mas também comércios de objetos de madeira, empresas de energia solar e até mesmo loja de utensílios para o agricultor. O seu Gilmar Antônio Constanti, é dono de uma loja de artigos gauchescos, desde uma cuia para o chimarrão, até botas de couro e outros. Gilmar conta que já o terceiro ano em que sua loja participa do show rural, e ele explica como é ter essa semana de evento. “A nossa participação foi uma parceria com o presidente do Show Rural, Dilvo Grollie nós trouxemos um pouco da arte da cultura gauchesca, para mostrar as pessoas que vem de fora tanto de estados diferentes como até mesmo países diferentes um pouco sobre a nossa cultura, sobre a nossa história. Então é bastante satisfatório estar participando deste grande evento. Para esse ano a expectativa é grande com todas as mudanças que ocorreram na política, acreditamos que esse ano será bom não só para nós comerciantes mas para todos em si. O movimento aqui na feira esta estimado de 30 a 40 mil pessoas por dia, então se desse total passar mil pessoas pela loja, para nós já está de bom grado”.

Além dos feirantes e comerciantes, no show rural os produtores coloniais também ganham seu destaque, a Emater tem uma área exclusiva para as famílias de agroindústria. Nadir Dalgute é de Nova Aurora, na cidade ela tem uma agroindústria e há 10 anos participa da grande feira. “A feira é uma vitrine espetacular, além do giro, você vender o seu produto, conhecer o seu cliente e isso é muito importante. O lucro que a gente tem na feira é 100%, até mesmo o transporte até aqui são as prefeituras que pagam, então nós não temos nenhum custo só mesmo à vontade de vender”.

No domingo (3) foi realizada a missa de abertura do evento e nele tiveram a presença de prefeitos e diretores de grandes empresas. Em um conversa rápida antes do almoço ser servido, o prefeito de Cascavel Leonaldo Paranhos, falou sobre a importância da feira para a cidade e a região. “O show rural ele expressa o nosso potencial, ele demonstra aquilo que nós somos. Pois ter um evento no Oeste do Paraná como esse, só tem sentido se realmente a gente produzir para o Brasil e para o mundo assim como nós fazemos. Ele projeta a cidade, projeta à região, ele mostra a organização de uma cidade que é de fato a capital de produção e ao mesmo tempo atrai autoridades e isso é muito importante pois nós temos o reconhecimento pela nossa produção, mas não temos o reconhecimento de nossas dificuldades também, como o pedágio alto, nossa ferroeste é extremamente limitada, então o show tem que entrar nessa linha de fazer cobranças ao governo para nos auxiliar na melhoria e assim conseguir melhorar a qualidade também do serviço”.

História do Show Rural

O Show Rural teve início em 1989, quando a Coopavel promoveu seu primeiro “Dia de Campo” com o objetivo de demonstrar novas técnicas de produção aos seus associados. Nesse primeiro evento tiveram 15 expositores e 110 visitantes. Observando que isto poderia ser uma forma de atrair mais pessoas e mais empresas, em 1995, o evento passou a ter cinco dias de duração e então ganhou o nome “Show Rural” o qual permanece até hoje. Com os anos o evento veio a crescer, ganhou proporções de negociações exteriores, atraiu muitas empresas, cresceu e se desenvolveu na área de novas tecnologias e até hoje sempre passa da expectativa tanto de visitantes como de sucesso.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


ambientalismo-e-amor-a-natureza

Ambientalismo e Amor à Natureza

cronica-suando-bicas

Crônica: Suando bicas

cronica-politica-da-dor-de-dente

Crônica: Política da dor de dente

simplicidade-humildade-sabedoria

Simplicidade, Humildade, Sabedoria

cronica-o-salvamento-da-mae

Crônica: O salvamento da mãe

cronica-o-espirro-solar

Crônica: O espirro solar

cronica-verrugas-estelares

Crônica: Verrugas Estelares

receita-para-nao-ser-infeliz

Receita Para Não Ser Infeliz


MAIS NOTÍCIAS