Cotidiano

Sintrascoop se mantém atento quanto à segurança dos cooperários no trabalho

Sintrascoop

O Sintrascoop, como entidade sindical, tem como preocupação, além da luta por melhorias salariais, se propor em manter orientações a todos os cooperários, sob sua jurisdição, quanto à importância da segurança de todos no trabalho.

 Neste mês, da campanha Abril Verde que atinge todo o país, o Sintrascoop chama a atenção das autoridades regionais para a adoção de uma cultura permanente de prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais em todas as oitentas unidades de produção agrícola, agronegócio, pecuária e da agroindústria.

 Para manter as campanhas e as ações o ano inteiro, o Sintrascoop através de seu Departamento de Segurança, é constituído por dois técnicos de segurança do trabalho. Neste mês, o Departamento, segundo Rafael Monteiro, responsável técnico do setor, a campanha do Abril Verde visa manter todos os cooperários antenados e bem conscientizados em realizar as atividades de trabalho com a máxima segurança conforme instruções já fornecidas.

 É de extrema importância que as empresas e as mídias falem mais sobre o assunto, que as vezes passa despercebido, hoje existem vários fatores que contribuem a um elevado índice de acidentes de trabalho, e por ser um mês em que várias entidades mundiais intensificam suas ações voltadas a prevenção, é necessário que não somente no mês de abril, mas durante o ano todo, devemos nos preocupar com a questão da segurança no trabalho. Não adianta a empresa fornecer o EPI e EPC, se o colaborador não se conscientizar de que deve utilizar de maneira correta, conforme é passado nos treinamentos, hoje em dia as empresas se preocupam muito mais com a segurança do trabalhador. “Vejo grande melhora na forma como é tratada as mudanças e medidas de segurança adotas por diversas empresas, visando o bem estar do seu colaborador e não submetendo, a realizar atividades inseguras”, salienta Rafael.   

 Para ele, a proposta é estimular a adoção de procedimentos de saúde e segurança no trabalho, e alertar para a importância de práticas que reduzam os números de acidentes. E preciso seguir à risca os procedimentos conforme exigem as NR’s (Normas Regulamentadoras). Ele informa que em 2014, último dado disponível, foram contabilizados 704,1 mil acidentes de trabalho no país, sendo 2.783 mil mortes e 251,5 mil afastamentos por mais de 15 dias. Esse número foi 3% inferior aos 725,6 mil acidentes em 2013.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--