Política

Temer prevê crédito de R$ 42 bi para financiar polícias

Foto: Flickr

O presidente Michel Temer (MDB) anunciou nesta quinta-feira (1º) uma linha de crédito de R$ 42 bilhões para estados e municípios reforçarem suas polícias locais.
O aporte ficará disponível por cinco anos e não precisará do aval do Tesouro Nacional. A verba será dividida em R$ 32 bilhões para os governos e R$ 10 bilhões para os municípios. Do montante, R$ 33 bilhões serão disponibilizados por meio do BNDES.
Durante abertura de encontro com governadores, Temer fez o anúncio do plano sem dar detalhes dos valores, que ficaram a cargo do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.
O presidente disse que a proposta havia sido delineada na noite de quarta (28).
Alguns governadores reagissem mal à linha de crédito anunciada por Temer.
Logo após a apresentação da proposta de financiamento do BNDES, pelo menos três chefes dos estados -um deles da base aliada ao presidente- disseram que preferiam dinheiro do Orçamento, e não empréstimo, para financiar os serviços.
Os primeiros a demonstrar insatisfações foram os governadores de Goiás, Marconi Perilo (PSDB), do Ceará, Camilo Santana (PT), e do Piauí, Wellington Dias (PT).
Eles defenderam repasse do Orçamento para a segurança pública nos estados.
Outra situação que desagradou aos governadores foi o valor a ser disponibilizado especificamente neste ano.
O total de R$ 42 bilhões do plano, sendo R$ 33 bilhões do BNDES, ficará disponível por cinco anos, mas em 2018 será possível acesso a R$ 5 bilhões -sendo R$ 4 bilhões do banco estatal.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--