Esportes

Toledo recebe competição de handebol máster

Jaqueline Galvão

A Liga de Handebol do Paraná realiza entre sexta-feira (18) e domingo (20) a 3ª edição do Campeonato Paranaense de Handebol Máster. A cidade de Toledo recebe a competição em etapa única, que reúne atletas acima de 40 anos.

O torneio acontece no município toledense simultaneamente aos Jogos Abertos do Paraná, visando reunir diversas personalidades do handebol que fizeram história no maior evento de rendimento esportivo promovido pelo Governo do Estado. “O máster foi pensado ao percebemos que as pessoas que fizeram por décadas os Jogos Abertos tinham a vontade de voltar a esse ambiente que reproduz a competição, mas de uma forma mais prazerosa, então nós pensamos o torneio máster como um motivo para se confraternizar os atletas que por anos ocuparam os primeiros lugares do pódio, recebendo troféus e medalhas na modalidade de handebol”, explicou o presidente da Liga de Handebol do Paraná (LHPR), Roberto Niero (Pimpão).

Os ginásios de esportes do Clube Toledão e do Yara Country Club serão a casa do handebol máster. A disputa feminina na categoria +40 abre a rodada às 18 horas, com o jogo entre Curitiba e Paranavaí, enquanto as anfitriãs enfrentam às 20h20 as atuais detentoras do título estadual da equipe Cambé/Londrina.

Já as seleções masculinas entram em quadra a partir das 19h10. Jogando pela classe +45, o elenco de Maringá, campeão da primeira edição, pega Curitiba, em seguida, às 21h30, os atuais campeões do Toledo/Oeste enfrentam Paranavaí. “Estaremos defendendo o título, na 1ª edição deu Maringá e nós na 2ª, acho que este ano promete”, declarou o representante da equipe do velho Oeste/Sudoeste, Emerson Abati.

A disputa segue no sábado (19), com início às 14 horas, e continua no domingo (20), a partir das 08h30, revelando os campeões da edição 2019. Serão premiados os três primeiros colocados em cada naipe. Para assistir aos jogos a entrada é franca nas praça esportivas. Mais informações acesse o site www.paranahandebol.com.br.

 

Velha guarda

De acordo com Abati, o evento é uma grande confraternização entre aqueles que dedicaram sua vida ao handebol. “Essa é uma grande festa entre ex-atletas e professores que tiveram sua carreira dedicada ao esporte que amamos. Temos sim o objetivo de buscar o título, mas, acima de tudo, este é o momento de nos reunirmos e celebrarmos a vida e as amizades feitas ao longo da nossa carreira”, ressaltou.

 

Modelo da competição

Conforme o presidente da LHPR, a procura para participar da competição tem aumentado a cada edição, contudo, no atual modelo, com quatro equipes em cada naipe, que se enfrentam entre si dentro de seus grupos, e que visa proporcionar um reencontro e promover um momento de confraternização entre amigos do handebol, não é possível abrir a participação para outras equipes. “Temos vários pedidos pra que aumente o número de equipes para poder ter realmente uma competição, mais esse não é o nosso objetivo”, afirmou Pimpão.

E acrescentou: “Nosso intuito com o Campeonato Paranaense de Handebol Máster sempre foi de fazer uma confraternização, fazer com que as pessoas se reencontrem, que tenham no jogo apenas um pretexto para que possamos sentar na arquibancada, contar histórias dos jogos que aconteceram e rever amigos, esse é o nosso grande objetivo com esse evento realizado neste modelo nos Jogos Abertos”, completou Pimpão.

 

Máster por equipes em 2020

No entanto, visando atender à comunidade esportiva, o presidente da LHPR antecipa que a categoria máster será aberta para competição na Paraná Handebol Cup em 2020, que atualmente reúne torneios nas categorias adulto, juvenil e cadete. “No modelo que realizamos a disputa nos JAPS não há essa possibilidade, mas, já pensando nesta demanda, vamos estar organizando para a Paraná Handebol Cup, que acontece em março, o Campeonato Paranaense de Handebol Máster aberto por equipes, essa será uma das atrações de 2020”, adiantou Pimpão.

 

Lendas do handebol

Várias lendas do handebol estarão presentes no campeonato estadual, entre elas Marcelo Junqueira, Dourivaldo Teixeira, José Carlos Mendes (Spock) e Erivalto Oliveira (Negão). “Para as pessoas que ouviam falar de determinados atletas e que não tiveram a oportunidade de assistir eles em atuação vão poder acompanhar e prestigiar a competição, em especial os atletas que hoje jogam em alto rendimento terão a oportunidade de conviver na fase final dos JAPS com lendas do handebol a nível de Brasil e do Paraná, e este convívio é muito importante”, frisou Pimpão.

Realização

O Campeonato Paranaense de Handebol Máster conta com o apoio da Prefeitura de Toledo, por intermédio da Secretaria de Esportes e Lazer, da Associação Toledana de Handebol, da Federação Internacional de Handebol (IHF), da Confederação Brasileira de Handebol, do Instituto Paranaense de Ciência do Esporte, da Associação Paranaense de Árbitros de Handebol (APAH), do CREF9/PR e da Kempa.

 

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--