Psicóloga e Palestrante

Eliane de Fatima Bruger Racoski

Psicóloga com ênfase na psicanálise e Palestrante, Especialista em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Especialista em Psicologia do Trânsito. Cursando pós graduação em Arteterapia e Neuropsicologia. Possui experiência com atendimento clínico com ênfase na Psicanálise, na Ciretran na realização de Avaliação Psicológica de candidatos para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Atuou como docente na pós-graduação em Psicopedagogia na Faculdade de Educação e Tecnologia da Região Missionária – FETREMIS. Tem experiência na escola de ensino fundamental como Psicóloga e Psicopedagoga nas avaliações com alunos.

Qual é a sua missão de vida?

imagens da internet

Você sabe qual é a sua missão de vida? Muitas vezes, somos acometidos por uma sensação esquisita, incapacitante, e não sabemos se os nossos esforços cotidianos são motivados por algo, em particular.

Isso acontece, especialmente, quando questionamos a nossa missão de vida. Já aconteceu com você? A incerteza de estarmos fazendo algo apenas por fazer, de maneira automática, quando poderíamos estar empreendendo uma missão de vida maior ou mesmo oposta à qual você está vivenciando, atualmente.

Vale destacar principalmente, para quem não sabe se está ou não vivendo a sua missão que essa sensação está condicionada à nossa sensação de alegria e satisfação. Quando vivemos nossa missão de vida, sentimos isso em cada uma de nossas ações.

Por isso, preparamos um post que visa ajudar na identificação de sua missão de vida. Afinal de contas, você está experimentando-a? Siga com esta leitura, e tente chegar à resposta dessa questão!

Comece com uma autorreflexão para entender sua missão de vida

Para entender se a sua missão de vida está próxima ou dentro dos seus planos ainda que inadvertidamente, questione-se:

  • Você sabe o que está fazendo aqui?
  • Você tem a ciência do que realmente quer fazer da sua vida?
  • Você está vivendo os dias que sempre sonhou, ou a caminho de realizá-los?
  • Você sabe quem, de fato, quer ser?
  • Você tem a noção de onde quer estar, e o que deseja estar fazendo, em 5 anos?

Conseguiu responder, integral ou parcialmente, a essas questões? No geral, é comum que você não tenha todas as respostas, mas é importante compreender, ao menos, a orientação básica para elas.

Até por isso, é importante compreender a diferença entre propósito e missão de vida conceitos que confundem muitas pessoas.

Missão de vida

A missão de vida é o papel que você desempenha no mundo. O norte que vai nos guiar a uma rotina plena, envolta em satisfação e gratidão por estar realizando algo que, realmente, faça a diferença para você.

Propósito de vida

Por sua vez, o propósito de vida é a força interna necessária para nos seguir motivando para a realização dos nossos sonhos pessoais ou profissionais.

Sem propósito ou sem conhecê-lo, sentimo-nos perdidos facilmente, pois não sabemos pelo que vivemos, lutamos ou nos esforçamos, corriqueiramente. Perceba o quanto isso é fácil para convidar a desmotivação para fazer parte de nossas rotinas.

Vivendo a sua missão de vida

Você acorda já com a desmotivação e a fadiga dominando sua consciência, sentindo-se um impostor? Sente-se altamente sem orientação a respeito do que faz ou deveria estar fazendo?

Então, é possível que esses sintomas estejam relacionados com o seu distanciamento da missão de vida. Que tal vermos, então, alguns passos para você identificar e começar a viver a sua missão?

Invista em autoconhecimento

Conhecer a si é, inquestionavelmente, o caminho mais frutífero para você identificar e ir atrás da sua missão de vida. Afinal de contas, entender aquilo que motiva você e o que não faz diferença, na sua rotina, são determinantes para você assumir o controle do seu presente e futuro.

Importante, aqui, considerar o auxílio profissional para isso. Muitos profissionais estão aqui para te ajudar, para orientar e ouvir, atentamente, aos seus desejos, frustrações e objetivos mesmo aqueles que você nutre inconscientemente.

Identifique os seus pontos fortes

É importante entender aquilo que você faz bem, e com naturalidade, e quais tarefas são prazerosas. Esse é um bom indício de que você tem interesse maior em determinadas atividades e nichos.

Por consequência, você aprende onde e como investir na sua qualificação, a ponto de ingressar com mais facilidade nas questões relativas à sua verdadeira missão de vida.

Nessas situações, inclusive, o marketing pessoal é uma natural consequência daquilo que você faz bem por estar fazendo, justamente, aquilo que você gosta.

Como referência, experimente responder a essas questões:

  • O que faço de melhor? (cite de 3 a 5 exemplos);
  • Qual é o seu perfil e as suas principais características?
  • Como as pessoas avaliam você seu perfil e as melhores habilidades?
  • Quais são os seus hábitos, preferências e atividades que gosta de fazer, ou gostaria de estar fazendo?

Com essas respostas iniciais, você consegue obter uma perspectiva mais clara a respeito dos rumos que você pode dar à sua vida.

Trace objetivos

Com as dicas acima absorvidas na rotina, comece a rascunhar alguns objetivos. Entre eles, comece a observar as maneiras com as quais você pode investir nessa missão de vida. Em seguida, avalie o que você pode conquistar em curto e em médio prazo.

Avalie isso de maneira pessoal e profissional. Com base nesse exercício, você tem um cronograma praticamente definido para experimentar a vida que você deseja. E, veja só: só de ir em rumo a ela, você já está vivenciando-a.

Defina as suas prioridades

Além dos objetivos, é importante definir o que é mais importante nesse processo e, depois, seguir o planejamento com as tarefas secundárias, terciárias e assim por diante.

Por exemplo: digamos que você esteja seguindo a carreira errada. Assim, o primeiro passo que você identificou é a necessidade de fazer uma graduação na área desejada.

Portanto, antes de ingressar no mercado de trabalho, no emprego dos seus sonhos ,você precisa almejar a especialização acadêmica necessária para isso.

Faça um trabalho de mapeamento dos seus objetivos e, assim, fica mais fácil avaliar o processo que vai levar você, de A a Z, à realização da sua missão de vida!

Escreva a sua missão de vida

Por fim, faça o seguinte exercício: escreva a sua missão de vida, acompanhada do devido propósito da mesma.

Um exemplo: minha missão de vida é (o destino final) por meio de (o caminho a ser percorrido) para que eu possa (o instrumento que vai nortear você ao longo da sua missão de vida).

São essas indagações que contribuem para você chegar a uma decisão assertiva a respeito do que você pode fazer para acordar, todos os dias, com uma sensação de propósito e realização pessoal.

Ou seja: com consciência de si, auto responsabilidade e inteligência emocional, você pode colocar em desenvolvimento todas as características que podem ajudar você a encontrar e lapidar a sua missão de vida.

Agora, caso tenha ficado com alguma dúvida relacionada ao conteúdo deste artigo ou queira compartilhar suas experiências no assunto, deixe um comentário, logo abaixo para que possamos expandir essa discussão! Ou pode entrar em contato conosco.

Eliane Bruger Racoski

(45)999663648

 

RECEBA NOSSA NEWSLETTER EM SEU EMAIL

Deixe seu email aqui. Preservamos sua privacidade.