Segurança

Governo entrega 10 mil luvas descartáveis a recicladores

Agência de Notícias do Paraná

A aquisição das luvas foi feita pela própria Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo

O Governo do Paraná, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, está repassando 10 mil luvas descartáveis para cooperativas e associações de catadores de materiais recicláveis de todo o Estado. O objetivo é proteger os trabalhadores que têm contato direto com materiais que podem estar contaminados com coronavírus e outras doenças.

A aquisição das luvas foi feita pela própria Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo. “A categoria de catadores de materiais recicláveis é muito importante para o Estado e nesse momento de pandemia temos que reforçar os cuidados de proteção dos trabalhadores”, ressalta a diretora-geral da Secretaria, Fabiana Campos.

Muitas associações encontram dificuldade para obter conjuntos de produtos de proteção individual. “As luvas serão entregues de acordo com a necessidade de cada cooperativa e associação”, reforça a diretora.

Máscaras

Além de luvas, a  Secretaria também entregou 10 mil máscaras de pano para os catadores de materiais recicláveis em todo o Estado. A ação contou com o apoio do Instituto de Logística Reversa (ILOG) e da Instituição Supera na arrecadação de tecidos, elásticos, recurso financeiro e confecção dos materiais.

DESCARTE – As pessoas podem contribuir para a saúde dos catadores fazendo o descarte correto de máscaras, luvas e lenços pós uso. A orientação é que esses materiais sejam descartados no lixo do banheiro e borrifados com água sanitária na parte interna e externa do saco, informando: “máscaras e luvas”, para lixo sem suspeita de coronavírus e “lixo Covid-19” para descarte de itens usados por pessoas testadas positivo para o vírus.

Saiba mais orientações sobre o descarte correto de lixo durante a pandemia AQUI 

Reciclagem

A separação do lixo comum do reciclável é uma atitude simples e fácil de ser adotada nas residências. Além de facilitar o trabalho dos catadores nas cooperativas e associações, os resíduos recicláveis podem voltar para a cadeia produtiva, gerando novos produtos, emprego e renda para muitas pessoas.

Vale ressaltar que as embalagens recicláveis, ao serem descartadas, devem estar bem higienizadas, secas e amassadas para reduzir o tamanho do saco, facilitando no transporte.

 

Leia também: 

Secretaria celebra Dia Nacional da Saúde e Vigilância Sanitária

Vigilância Sanitária de Cascavel divulga balanço da fiscalização do uso de máscaras

Tribunal multa 8 agentes por falta de fiscalização em barragens do Paraná

 

Siga o Jornal Integração nas redes sociais e fique bem informado:
RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--