Tecnologia

EUA adiam sanções contra Huawei após Google anunciar cortes em apps

Arquivos / AFP

Os Estados Unidos decidiram, nesta segunda-feira (20), adiar até agosto a proibição de exportações de equipamentos técnicos e programas para a chinesa Huawei.
Segundo o Departamento de Comércio dos EUA, responsável pelo anúncio, o adiamento foi decidido para que a Huawei e seus sócios tenham tempo "para manter e respaldar as redes e equipamentos existentes e, atualmente, em pleno funcionamento, inclusive as atualizações de software".
Pela manhã, o Google, dono do sistema operacional Android, anunciou que havia cortado as relações com a Huawei. Com decisão, a empresa chinesa não poderá oferecer mais o Gmail ou Google Maps a seus clientes.
O Android é o sistema operacional instalado na maioria dos celulares inteligentes do mundo, enquanto a Huawei é a segunda maior fabricante de smartphones, atrás somente da Samsung.
O corte afetaria diretamente os usuários dos aparelhos das empresa china, que poderão ficar sem poder usar os apps Gmail ou Google Maps.
"Estamos cumprindo a ordem e revisando as implicações", afirmou o Google pela manhã.

RECEBA O NOSSO BOLETIM EM SEU E-MAIL!

--